Valdir Bigode é hostilizado e clima esquenta na eleição do Vasco

Bruno Braz e Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

Tão logo se encerrou a votação na eleição do Vasco, o clima esquentou na entrada principal de São Januário. O ex-atacante e auxiliar-técnico Valdir Bigode, apoiador declarado de Eurico Miranda, tentou entrar pelo portão principal que já estava fechado e passou a ser hostilizado por militantes de Julio Brant, que estão em ampla maioria do lado de fora.

Eles xingavam o ex-jogador e gritavam o nome de Edmundo, que apoia o candidato deles. Os seguranças e fiscais impediram a entrada de Valdir após o término do pleito - assim como estavam fazendo com qualquer outra pessoa que tentasse ingressar - e o ex-artilheiro cruzmaltino se enfureceu.

Com o dedo em riste para o fiscal de Brant, Bigode declarou:

"Vou sair por aqui, mas se acontecer qualquer coisa comigo eu vou até o fim da vida atrás de você".

Em seguida, o atual auxiliar técnico de Zé Ricardo voltou cercado de seguranças em busca do desafeto. A chapa de Eurico Miranda, a qual Valdir apoia, exige a saída de Faues Mussa Jussa, envolvido na confusão e que não poderia estar no local.

A eleição entrou agora em processo de apuração dos votos. Nas pesquisas de boca de urna, Eurico e Brant estão tecnicamente empatados.

Representantes de chapas quase brigam em contagem de votos

Uma briga quase tomou conta da contagem dos votos de uma das urnas. Ricardo Vasconcelos, assessor da presidência e que apoia Eurico Miranda, se desentendeu com Fred Lopes, ex-vice de patrimônio da gestão Roberto Dinamite. Eles foram contidos pela 'turma do deixa disso'. (veja vídeo abaixo)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos