Defesa pede interrupção da suspensão de Guerrero e aguarda resposta até 6ª

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Daniel Castelo Branco/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

A defesa de Paolo Guerrero está tentando liberá-lo para jogar pelo Flamengo e pela seleção peruana. Em contato com o UOL Esporte nesta quarta-feira (8), o advogado Bichara Neto confirmou ter procurado a Fifa com um pedido de interrupção da suspensão preventiva.  

A resposta da entidade será dada até esta sexta-feira (10). Se liberado, o atacante poderá defender o Peru na partida de volta da repescagem para a Copa do Mundo, contra a Nova Zelândia. 

Em virtude do exame antidoping que detectou a substância Benzoilecgonina, principal metabólito da cocaína, Guerrero está suspenso preventivamente por 30 dias. A contraprova será aberta nesta quinta, na Alemanha. Caso seja confirmado o uso da substância, pode haver um gancho de até quatro anos.

Em rápido contato com o programa Punto Certo, do Peru, ele não quis abordar o assunto. "Estou tranquilo. Vamos fazer força para que a gente ganhe no dia 11 [primeiro duelo do Peru contra a Nova Zelândia, pela repescagem da Copa. O segundo, que Guerrero tentará jogar, será no dia 15]", afirmou.

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) será braço importante na defesa de Paolo Guerrero. A entidade disponibilizará todos os laudos dos exames antidoping realizados pelo atacante do Flamengo desde que chegou ao Brasil, em 2012. Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, leia a coluna De Primeira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos