Palmeiras é condenado a pagar R$ 1 mi a entidade por venda de Jesus

Bruno Thadeu, Danilo Lavieri e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • Pedro Martins/MoWa Press

    Jesus em sua passagem pelo CT do Palmeiras, com a seleção, mês passado

    Jesus em sua passagem pelo CT do Palmeiras, com a seleção, mês passado

O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o Palmeiras, em primeira instância, a pagar pouco mais de R$ 1 milhão para a Federação das Associações de Atletas Profissionais (FAAP). A disputa entre as partes se arrasta há meses e deve prosseguir, já que o clube vai recorrer. Entidade privada de natureza sócio-educacional, com sede em Brasília, a Faap se escora na Lei Pelé para dizer que tem direito a 0,8% das vendas de Gabriel Jesus (R$ 938 mil) e Cristaldo (R$ 80 mil).

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, leia a coluna De Primeira.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos