Morata se defende de polêmica e diz que é eternamente grato ao Real

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Andrea Comas

    Morata, durante a segunda passagem pelo Real Madrid

    Morata, durante a segunda passagem pelo Real Madrid

Dez dias depois de se envolver em polêmica ao dizer, em entrevista ao jornal "Gazzetta dello Sport", que foi tratado como criança no Real Madrid, o atacante Álvaro Morata se explicou e disse que é eternamente grato ao time merengue.

Em entrevista à rádio espanhola "Cadena Cope", o jogador que atualmente está no Chelsea disse que foi mal interpretado e apenas a parte negativa ganhou destaque na Espanha.

"Eu não disse que eu me sentia como o número 1 porque vejo uma falta de respeito com meus colegas. Eu disse que o Chelsea tinha feito um esforço muito importante para mim. Eu nunca disse que me arrependi de ter voltado para o Madrid, só disse que me trataram do mesmo jeito (de quando era jovem)", disse.

"Serei eternamente grato ao Real. Aqui em Espanha, apenas o que é controverso ganha destaque. Eu não disse uma palavra ruim de uma pessoa de Madri. Eu disse a todos, incluindo o presidente; Sempre me tratou fenomenalmente. Falei com Sergio Ramos para falar com o treinador, para esclarecer, embora ele com certeza saiba que eu não disse", afirmou.

Na entrevista publicada pela "Gazzetta dello Sport" a última semana, Morata disse quer ficou decepcionado com a volta ao Real, depois de dois anos atuando na Juventus. Ela ainda disse que gostaria de ter recebido mais chances do técnico Zinedine Zidane.

Formado no Real Madrid, Morata acredita, no entanto, que dificilmente voltará a jogar no clube. "Impossível nessa vida não há nada, mas é muito difícil eu retornar novamente", disse na entrevista à "Rádio Cope".  

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos