Palmeiras vai comprar só 25% dos direitos econômicos de Diogo Barbosa

Danilo Lavieri e Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo e em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Diogo Barbosa comemora o segundo gol do Cruzeiro sobre o Fluminense

    Diogo Barbosa comemora o segundo gol do Cruzeiro sobre o Fluminense

O Palmeiras vai comprar apenas 25% dos direitos econômicos do lateral esquerdo do Cruzeiro Diogo Barbosa. O valor do negócio será de 1,5 milhão de euros, o que significa pouco menos de R$ 6 milhões. O contrato, que ainda não foi assinado, será de cinco anos.

Embora o clube mineiro tenha divulgado que perdeu a concorrência porque o clube paulista mostrou disposição de comprar 100% dos direitos do jogador, o negócio foi fechado por Alexandre Mattos deixando os outros 75% ainda na mão de empresários. 

No futuro, por força de contrato, o Palmeiras terá a preferência para exercer o direito de compra em cima do restante. Em um primeiro momento, a transação será feita sem a ajuda da Crefisa.

É importante destacar que o Cruzeiro nem sequer pagou a dívida que tem pelo BMG pela aquisição de Diogo Barbosa. Por isso, o Palmeiras depositará os R$ 6 milhões na conta dos cruzeirenses, mas essa verba pode nem ser utilizada para aquisição de novos reforços.

O negócio é bem parecido com os moldes da contratação de Róger Guedes. O Palmeiras comprou 25% dos direitos econômicos do atacante e poderia comprar mais uma fatia do atleta, mas decidiu que não faria o negócio. Ainda assim, o jogador seguiu no clube e teve seu contrato renovado e salário aumentado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos