Fifa dá vitória ao Santos contra o Barcelona em caso envolvendo Gabigol

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Ivan Storti/Santos FC

    Barcelona cobrava indenização de 6 milhões de euros por venda de Gabigol em 2016

    Barcelona cobrava indenização de 6 milhões de euros por venda de Gabigol em 2016

O Santos foi notificado pela Fifa que o clube não precisará indenizar o Barcelona, da Espanha, em relação a transferência do atacante Gabriel Barbosa para a Inter de Milão, da Itália, no ano passado. A entidade máxima do futebol rejeitou o pedido do clube catalão, que pedia cerca de 6 milhões de euros. Os espanhóis alegavam que os santistas desrespeitaram um acordo de preferência.

A Fifa não aponta os motivos ao publicar o caso e, como de costume, só indica apenas que o pleito foi negado.

A polêmica em torno da transferência de Gabigol girava em torno dos direitos de compra que o time espanhol tinha sobre o jogador, obtidos na época da transferência de Neymar. O Barcelona pagou a mais na época para ter a oportunidade de igualar qualquer proposta a Gabigol, Victor Andrade e Giva.

De acordo com o contrato estabelecido entre os dois clubes, o Santos teria que informar ao Barcelona o recebimento de uma proposta com três dias de antecedência até o anúncio da venda a um outro clube. No caso de Gabigol, o processo foi mais rápido: os paulistas comunicaram a investida da Inter de Milão dia 29 de agosto e confirmaram a transferência dia 30 de agosto.

Na venda de Neymar em 2013, o Barcelona pagou 2,9 milhões de euros para ter a preferencia de compra em Gabigol.

O Santos negociou Gabriel Barbosa com a Inter de Milão em agosto de 2016 e recebeu cerca de 29,5 milhões de euros. A diretoria santista alega que já esperava essa vitória na Justiça, pois comunicou o Barcelona sobre a transferência do jogador.

Gabigol não "vingou" na Itália e foi emprestado ao Benfica, de Portugal. O atleta também não se firmou no clube português e já cogita retornar ao Brasil. O Santos fez uma consulta para saber a possibilidade do retorno do jogador, mas recuou devido ao alto salário do atacante: R$ 1 milhão mensal.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos