Lesão de Cazorla é a pior que já conheci, diz Wenger

Do UOL, em São Paulo

  • Paul Gilham/Getty Images

    Cazorla em ação pelo Arsenal em 2014

    Cazorla em ação pelo Arsenal em 2014

De acordo com Arsène Wenger, técnico do Arsenal, a lesão de Santi Cazorla é a pior que ele já viu na vida. O meio-campista não joga desde outubro de 2016 por conta de um problema no tendão de Aquiles do pé direito e teve risco de amputação após grave infecção.

"Começou com uma dor no calcanhar e foi ficando pior e pior. Sei o quanto Cazorla ama jogar futebol e estar lá no dia a dia, então eu realmente sinto muito pelo que tem acontecido com ele", disse Wenger, em entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira (16), dois dias antes do clássico contra o Tottenham.

"É inacreditável. A última vez que eu o vi foi há um mês e eu disse a ele para se preparar o melhor que puder e tentar treinar. Espero que ele volte em janeiro. Deixei ele fora do time esperando que ele possa estar disponível em janeiro", completou.

Questionado sobre a possibilidade de Cazorla nunca mais jogar futebol de novo, Wenger preferiu se manter otimista.

"Espero que você esteja errado", disparou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos