Provocações, suspensão e cirurgia: meia perdeu um olho e lida com ofensas

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Dean Shiels perdeu a visão do olho direito quando tinha oito anos

    Dean Shiels perdeu a visão do olho direito quando tinha oito anos

Dean Shiels tinha oito anos quando perdeu a visão do olho direito em um acidente doméstico. O problema não foi suficiente para afastá-lo do sonho de se tornar um jogador de futebol. O norte-irlandês se profissionalizou aos 19 anos no futebol escocês e segue na ativa, aos 32. Mas a história de superação de Shiels não é vista assim por todo mundo e ainda hoje ele lida com ofensas relacionadas à sua deficiência visual.

Em um jogo recente da Challenge Cup, dois adversários atacaram verbalmente o meia-atacante. Kevin O'Hara, 19 anos, e Joe Mckee, 25, atuam no Falkirk e agrediram verbalmente Shiels, que defende o Dunfermline. O'Hara já foi punido com oito jogos de suspensão, enquanto Mckee aguarda seu julgamento.

Shiels, inclusive, foi expulso nessa partida por entrada dura em Mckee, mas não declarou se a falta perigosa aconteceu antes ou depois das provocações do adversário.

Em 2006, aos 21 anos, Shiels optou por retirar o olho direito ao seguir sugestão dos médicos, que procuravam solucionar as frequentes dores de cabeça do jogador.

E as provocações contra Shiels foram baseadas justamente no fato de ele não ter o olho direito. O mesmo já havia acontecido com o meia-atacante pouco depois da cirurgia. Na oportunidade, dois times escoceses pediram desculpas publicamente a Shiels quando souberam que seus torcedores haviam ofendido o jogador.

A cirurgia para retirada do olho, no entanto, mal afastou Shields dos campos. Ele voltou à ativa ainda em 2006. Teve passagens por times da Inglaterra, da Irlanda e do Canadá, mas a maior parte da sua carreira foi na Escócia, onde atuou na elite local ao defender o Rangers por quatro anos.

O meia-atacante, inclusive, foi presença constantes nas categorias de base da seleção da Irlanda do Norte, defendendo as equipes sub-16, sub-17, sub-19 e sub-21. Ele também chegou ao time principal e fez 14 partidas pela seleção de seu país. Nem o acidente doméstico nem as ofensas o impediram (ou o impedem) de jogar futebol.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos