Após ser afastado por indisciplina, Aubameyang voltará em jogo da Champions

Do UOL, em São Paulo

  • Martin Meissner/AP

    Artilheiro do Dortmund foi punido após filmagem não-autorizada

    Artilheiro do Dortmund foi punido após filmagem não-autorizada

O castigo de Pierre-Emerick Aubameyang no Borussia Dortmund não durou uma semana. Depois de ser afastado por "motivos disciplinares" e ficar de fora da derrota por 2 a 1 para o Stuttgart, nesta sexta, pela Bundesliga, o artilheiro volta ao time na próxima terça, contra o Tottenham, pela Champions League.

O clube não divulgou a razão pela qual puniu o gabonês, mas a imprensa alemã assegura que foi uma gravação (não autorizada pela diretoria e comissão técnica) do jogador com Sean Garnier, freestyler patrocinado pela Red Bull - que é dona do Red Bull Leipzig, hoje um dos principais rivais do Dortmund no país.

"A decisão é do Peter Bosz (técnico da equipe), mas pelo que pude ouvir dele e de Michael Zork (diretor esportivo) ele volta ao time na terça", disse Hans-Joachim Watzke, CEO do Dortmund, em entrevista à Eurosport.

"Auba ainda é um bom garoto. Ele treinou hoje (sexta) com os jogadores que não viajaram e me disseram que ele fez um bom trabalho. Este é o primeiro passo", completou.

Para o chefão do clube, o episódio serviu para mostrar que nenhum atleta tem privilégios no Borussia Dortmund. "Em certo ponto você deve parar, é como em família ou na escola, você deve colocar limites", afirmou. "Todo grupo tem que seguir certas regras".

Hans-Joachim Watzke avisou ainda que a punição não deve animar clubes europeus que a cada janela de transferências sonham em tirar Aubameyang de Dortmund. "Dizer que está à venda não faz sentido. Ele é nosso jogador e isso vai continuar assim", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos