Ex-presidente da Federação Italiana de Futebol é acusado de assédio

Do UOL, em São Paulo

  • Luca Bruno/AP

    Carlo Tavecchio é acusado de assediar funcionária da Federação Italiana

    Carlo Tavecchio é acusado de assediar funcionária da Federação Italiana

Após renunciar ao cargo de presidente da Federação Italiana de Futebol, Carlo Tavecchio enfrenta acusação de assédio sexual. A reportagem do "Corriere Della Sera" apresentou denúncia de uma funcionária da Federação local que teria sido alvo do dirigente.

Na denúncia, a mulher, que pediu anonimato, disse que Carlo Tavecchio a assediou dentro do escritório da Federação Italiana pouco antes da renúncia. 
 
"Deixe eu tocar nos seios, vamos, vamos", teria dito o ex-dirigente, conforme relato da mulher.
 
O assédio, segundo a funcionária, era recorrente, ocorrendo durante os três anos de Tavecchio na presidência. Ao "Corriere", o advogado da mulher informou ter áudios e vídeos que podem incriminar o cartola e pretende entrar com ação dentro de 6 meses.
 
"Se trata de violência moral e psicológica. E eles são recentes", informou a defesa da mulher.
 

Renúncia após queda da seleção na repescagem da Copa

 
Tavecchio deixou a Federação Italiana após um dos maiores vexames da história da Azzurra: ficar de fora da Copa da Rússia.
 
Os italianos perderam a repescagem para a Suécia e não disputarão o Mundial, algo que não ocorria desde 1958.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos