Ralf foi sugerido ao Atlético-MG, mas salário impediu avanço das conversas

Enrico Bruno, Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • VCG/Getty Images

    Volante não vai ficar no Beijing Guoan, mas tendência é de permanecer na China

    Volante não vai ficar no Beijing Guoan, mas tendência é de permanecer na China

O nome do volante Ralf foi sugerido à diretoria do Atlético-MG, mas o salário considerado alto demais impediu que as duas partes prosseguissem com as conversas.

Aos 33 anos, o ex-jogador do Corinthians não terá seu contrato renovado com o Beijing Guoan (válido até dezembro), da China, mas deverá ficar no país por pelo menos mais duas temporadas, conforme apuração do UOL Esporte. Neste momento, o jogador está livre para assinar um novo contrato, o que deverá acontecer nos próximos dias com outra equipe chinesa.

Se uma eventual transferência para Belo Horizonte fosse efetivada, Ralf chegaria ao Galo sem custos. Porém, o jogador aceitaria receber uma remuneração mensal em torno de R$350 mil, quantia considerada alta pela cúpula alvinegra, que pretende enxugar os gastos e ser menos ousada na temporada que vem.

Agora ex-companheiro de Renato Augusto no Beijing Guoan, Ralf viveu bons momentos nos últimos dois anos que defendeu as cores da equipe. A boa adaptação na China foi uma dos motivos que o deixou tranquilo para buscar sua permanência no país.

Além do Atlético, o Grêmio foi outro clube que iniciou conversas com o Ralf. Contudo, o panorama mais interessante, sobretudo do ponto de vista econômico, é seguir na China.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos