Quem é a poderosa bilionária que quer comprar clube da Premier League

Do UOL, em São Paulo

  • Shaun Botterill/Getty Images

Uma presença nas arquibancadas no estádio St. James Park, em Newcastle, na Inglaterra durante o jogo entre o time da casa e o Liverpool chamou a atenção. De sorriso no rosto e conversando com várias pessoas a sua volta, Amanda Staveley, empresária de sucesso e também ex-namorada do príncipe Andrew, não passou despercebida. O que a britânica fazia ali? Os rumores no Reino Unido só crescem: ela quer comprar um clube de futebol, o Newcastle.

Amanda Stabeley, dona da PCP Capial Partners, estaria disposta a desembolsar 300 milhões de libras (R$1,2 bilhão) para comprar o clube que disputa a primeira divisão do Campeonato Inglês. Mas o que a empresária de uma companhia que faz assessoria financeira e em fusões, investimentos e aquisições tem a ver com esporte?

Amanda é mais presente no mundo do futebol do que muitos possam imaginar. Já participou de negociações dentro do Liverpool e foi uma das figuras chave na aquisição do Manchester City pelo xeque Mansour, que turbinou o clube inglês de dinheiro a partir de 2009 e o colocou na lista de grandes do mundo.

Sua participação no Liverpool em 2008 rendeu um apelido de peso. Amanda já foi chamada de "rainha do futebol britânico" pelo tradicional jornal inglês Telegraph. Sua PCP Capital Partners aconselhou e assumiu a linha de frente das negociações pelo lado do rupo árabe de Dubai que tentava comprar o clube na época. O negócio renderia até mesmo uma cadeira no conselho do clube à empresária. A transação acabou não indo para frente, mas o nome de Amanda nunca mais seria esquecido.

O status da bilionária deve crescer. Agora ela quer mais: um clube para chamar de seu.

Novo na primeira divisão inglesa, o Newcastle anunciou em outubro, em seu site oficial que está à venda. A St. James Holdings Limited, fundada pelo empresário Mike Ashley, foi criada em 2007 para a compra do clube e agora quer passa-lo adiante. As especulações se iniciaram e Amanda Staveley apareceu na lista de possíveis compradoras, ainda mais depois de ser fotografada no estádio do clube.

Reprodução/Skysports
Amanda em partida do Newcastle contra o Liverpool
Empreendedora

E não é apenas no mundo do futebol que Amanda é famosa. A britânica de 44 anos é uma das empresárias mais poderosas do Reino Unido. De família rica e também empreendedora, estudou na tradicional universidade de Cambridge e teve como seu primeiro negócio um restaurante em Newmarket, uma cidade conhecida por ser ponto de encontro de grandes empresários principalmente no mundo equestre. 

O local foi aberto em 1996 e Amanda era a responsável por cozinhar antes do horário de abertura e pelo atendimento a clientes. O restaurante virou ponto de encontro de pessoas ligadas ao ramo equestre, incluindo o xeque Mohammed bin Rashid al Maktoum, o qual tentou comprar 49% do Liverpool em 2008. Os dois ficaram muito amigos.

O segundo passo na carreira de Amanda seria a abertura do Q.ton, um centro de conferências de 10 milhões de libras, uma instalação em conjunto com o Parque científico de Cambridge, em 2000. Entre os investidores do centro estavam o rei Abdullah, da Jordânia. O negócio rendeu o título de "mulher de negócios do ano de 2000" a Amanda.

Depois do local ir à falência, a britânica passou um tempo nos Emirados Árabes, onde tinha a confiança dos grandes empresários dos tempos de "dona de restaurante" e iniciou sua empresa atual em 2005: a PCP. O grupo investe o dinheiro dos árabes em diversos negócios, entre eles, o futebol.

Namoro com príncipe 

Foi no centro de conferências fundado por Amanda que ela conheceu a pessoa que a tornaria famosa nos tabloides ingleses. Em 2001 iniciou um romance com o príncipe Andrew, terceiro filho da rainha da Inglaterra. O namoro acabou em 2003 e a imprensa inglesa afirma que o relacionamento acabou após a empresária se recusar a casar com o membro da realeza.

Atleta e modelo

Quando era mais jovem, ainda em Yorkshire, Amanda também quase virou uma atleta profissional. Ela era saltadora talentosa e dizem que corria os 100 metros em 12 segundos ainda adolescente. Uma lesão, no entanto, impossibilitou a carreira e a atual poderosa do mundo empresarial acabou indo para a faculdade. Foi também no período universitário que atuou por um tempo como modelo. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos