Advogado diz que família de ex-presidente do Barça preso "vive de caridade"

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

    Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona

    Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona

Acusado de lavagem de dinheiro na venda de direitos de transmissão de 24 partidas da Seleção Brasileira, o catalão Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona, e a família dele estão passando por dificuldades financeiras desde que foi detido, em 23 de maio.

Pau Molins, advogado do ex-dirigente, fez o alerta em entrevista à rádio RAC1, nesta quinta-feira. "Tudo foi apreendido. A família vive da caridade de outros familiares. Não fossem por eles, não teriam nem o que comer", afirmou. 

A prisão de Rosell decorre da Operação Jules Rimet, deflagrada após investigações que acharam indícios de corrupção entre cartolas do futebol mundial. Ele responde por crimes de formação de quadrilha, evasão de divisas e pagamentos ilícitos.

Segundo o advogado, Rosell já encaminhou três pedidos de liberdade condicional à Justiça espanhola, mas todos foram negados. "Há diversas formas de privar a liberdade de alguém que supostamente cometeu um delito. Seis meses de prisão é um drama para os familiares", concluiu Molins.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos