Artilheiro dos gols "bonitinhos"? Hoje técnico, Dodô tem filho no futebol

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Instagram

    Dodô deve dirigir o Mamoré no Módulo II do Campeonato Mineiro de 2018

    Dodô deve dirigir o Mamoré no Módulo II do Campeonato Mineiro de 2018

Aos 43 anos, o ex-atacante Dodô está próximo de ser confirmado como treinador do Mamoré, clube da cidade de Patos de Minas que disputa o Módulo II do Campeonato Mineiro em 2018. Apelidado de "artilheiro dos gols bonitos" durante a trajetória como atleta em clubes como São Paulo, Santos, Botafogo, Palmeiras, Vasco e Fluminense, ele terá o segundo desafio na nova função, já que também passou pelo Rio Negro, do Amazonas, no ano passado. Em nova fase na vida, Dodô agora verá de longe os passos de um de seus filhos que começou no futebol.

Pedro Lucas, de 13 anos, está nas categorias de base do Corinthians desde o mês de agosto . Ele atuou em oito partidas do Campeonato Paulista de sua categoria e marcou cinco gols, números que o tornam o quinto artilheiro da equipe na competição mirim. No próximo domingo, o Corinthians recebe o Palmeiras no segundo jogo das finais do Estadual sub-13, às 10h30, na Fazendinha - o primeiro jogo foi vencido pelo time alviverde por 4 a 3, em Itu. Também apelidado de Dodô na base corintiana, o candidato a "artilheiro dos gols bonitinhos" faz a felicidade do pai.
 
"Ele já fez alguns gols legais sim (risos). Meu filho faz parte desse grupo que joga a final. E é um time muito bom, muito técnico e ofensivo e que se atuar normalmente, sem sentir a pressão, tem chance de ganhar o campeonato. Ele chegou há pouco tempo, passou nos testes e está treinando e jogando. Estou muito feliz, porque é um começo e ele está indo bem. É um dos clubes mais fortes do Brasil e ele tem aprendido diariamente lá dentro", afirmou Dodô, o pai, ao UOL Esporte.
 
Enquanto o filho vive os primeiros desafios como jogador, Dodô também está começando, mas como técnico. Ele teve uma passagem de um mês pelo futebol amazonense em 2016, mas ficou desanimado pela falta de estrutura e deixou o clube. Dedicado a negócios paralelos, como a administração de uma escola de futebol, neste meio tempo, ele agora se prepara para assumir o Mamoré no ano que vem. 
 
"O pessoal que está assumindo a gestão do Mamoré me ligou e temos uma conversação adiantada. Quando eles me convidaram eu quis saber a intenção do clube, então fui lá ver como é e como funciona o campeonato para já pensar um plano de trabalho. Falei com o pessoal do clube, são muito legais, e gostei muito da cidade e do estádio. Pode ser interessante. Agora, eles têm que entrar em acordo com a parceria para eu poder dar uma definição. Ser técnico é um desejo que eu tenho e sei que posso fazer bem. É um momento de renovação do nosso futebol e eu vou para cima", disse o ex-jogador, que se divertiu quando questionado sobre a possibilidade de um dia comandar o próprio filho.
 
"Não pensei nisso ainda, não (risos). O caminho é muito longo. Estou começando agora e ele também, mas quem sabe..."
 
 

O psicológico do atacante é o gol?????? #segundogol #capita #9

Uma publicação compartilhada por PL9?? (@pedrooo10)

 

 

 

 

em

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos