Despachado pelo Arsenal, brasileiro diz que merecia mais oportunidades

Do UOL, em São Paulo

  • JAIME REINA/AFP

O zagueiro Gabriel Paulista foi uma importante contratação do Arsenal em janeiro de 2015, quando deixou o Villarreal, onde estava se destacando, para disputar o Campeonato Inglês. Apesar de bastante aproveitado inicialmente, o brasileiro foi progressivamente deixado de lado pelo técnico Arsene Wenger, até voltar para a Espanha no meio deste ano e assinar com o Valencia por cinco temporadas.

Em entrevista ao canal "Sky Sports", Gabriel afirmou que merecia mais oportunidades em Londres. "s vezes eu jogava porque meus colegas de time estavam machucados. Eu joguei e, às vezes após jogar bem, eu voltava para casa triste, pois eu estava jogando somente porque meu colega estava lesionado. Eu não acho que merecia isso", explicou.

"Eu acho que tinha a habilidade para jogar e começar jogos porque eu merecia, ou porque eu treinava bem, mas isso não aconteceu. Às vezes eu jogava três ou quatro jogos e se o Arsenal perdia, eu seria tirado do time e todo mundo de fora diria: 'É culpa do Gabriel'. Não era bom para mim. Pessoas pensavam, 'Quando aquele cara joga, Arsenal sempre perde'. Quando Bellerin machucou, eu joguei na lateral direita e o Arsenal começou a perder", lembrou.

Em novos ares, jogando como titular no atual vice-líder do Campeonato Espanhol, Gabriel Paulista vive um momento feliz. O brasileiro comemora a situação do Valencia, onde há uma disputa saudável por posição entre ele, Jeison Murillo e Ezequiel Garay. Os três têm oportunidades para jogar, sem depender de lesões para recebê-las

"Estamos em forma e estamos todos bem. Não é um caso de eu estar acima do Murillo ou Murillo acima do Garay. Não, nós somos iguais. Não há diferenças entre nós aqui", afirmou.

O zagueiro está confiante para o confronto direto deste domingo, às 17h45 (de Brasília), contra o Barcelona. Marcada para o estádio Mestalla, a partida coloca frente a frente líder e vice do Espanhol. Quatro pontos separam os dois times com 12 rodadas de Campeonato Espanhol.

"Nós podemos. Temos um grande time, uma habilidade enorme, somos jovens e podemos melhorar todo dia. Acho que podemos estar na briga se mantivermos fazendo isso e jogando bem. Acho que podemos lutar pelo topo da tabela", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos