Marcelo reconhece dívida com fisco espanhol e pagará R$ 1,8 milhão

Do UOL, em São Paulo

O jogador Marcelo, do Real Madrid, reconheceu ao Tribunal de Madri delito fiscal cometido contra a Fazenda espanhola. O lateral brasileiro se comprometeu a pagar 490 mil euros (R$ 1,88 milhão), referente a valores do exercício de 2013.

O Ministério Público da Espanha acusou Marcelo de criar empresa para minimizar a carga tributária no recebimento de seus direitos de imagem.

Segundo a denúncia do MP espanhol, Marcelo cedeu em 2006 "seus direitos de imagem à sociedade uruguaia Consultora Heltry S.A por um preço único de 70.000 dólares, que por sua vez cedeu os mesmos direitos um ano depois pelo valor de 802.813 euros à sociedade britânica Chatarella Investors Limited, com validade até 30 de junho de 2012".
 
Em 2013, ambas empresas finalizaram esse contrato de cessão e Heltry "cedeu os diretos de Marcelo para outra sociedade uruguaia chamada Birsen Trade S.A.", segundo a denúncia.
 
Para a procuradoria, "todas as estruturas societárias foram utilizadas para fazer ocultações fiscais dos benefícios procedentes da exploração de seus direitos de imagem".
 
Em 2011, 2012 e 2013 Marcelo não declarou nada por direitos de imagem. Apesar disso, em 2013, a Birsen Trade "obteve receitas de 1.168.764,38 euros aparentemente derivada de exploração de direitos de imagem do denunciado, despachadas por Real Madrid, Adidas e Panini", segundo a procuradoria.
 
Os benefícios deveriam ter sido declarados ao fisco espanhol, segundo a procuradoria, que quantifica em 490.917,70 euros o prejuízo para a Fazenda Pública.
 
A denúncia apresentada contra Marcelo está relacionada às várias denúncias que a procuradoria de Madri apresentou nos últimos meses. Vários jogadores foram acusados por suposta fraude fiscal relacionada com receitas de direitos de imagem.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos