Eurico "dá bolo" e não comparece em delegacia para depor sobre eleição

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

Intimado pela delegada Patrícia Aguiar para depor na Delegacia de Defraudações às 14h desta quarta-feira (29), o presidente do Vasco, Eurico Miranda, não compareceu ao local - situado na Cidade da Polícia - para prestar esclarecimentos sobre as suspeitas de irregularidades na eleição do clube. 

Quem representou o mandatário foi o advogado Eduardo Côrte Real Finamori, que justificou a ausência alegando problemas de saúde, tirou uma cópia do inquérito e adiou o depoimento para uma data ainda a ser agendada.

Patrícia Aguiar já ouviu quatro sócios que votaram no pleito e que estavam na urna 7 sub-júdice. A delegada declarou nesta terça que há "indícios de fraude" na eleição e que as investigações estão em andamento.

Ela abriu inquérito na última segunda-feira e tem 30 dias para concluí-lo. Outros sócios que estão sob suspeitas serão intimados a depor. Também são aguardados o assessor da presidência, Ricardo Vasconcellos, e mais dois funcionários cruzmaltinos.

A delegada havia exigido ao clube a lista de votantes da urna 7 e o Vasco não cumpriu o prazo de entrega, o que pode acarretar em um crime de desobediência, segundo a autoridade.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos