Vice do Independiente é preso por ligação com organizada, diz jornal

Do UOL, em São Paulo

  • Juan Mambromata/AFP

    Torcida do Independiente faz festa antes de jogo contra o Libertad

    Torcida do Independiente faz festa antes de jogo contra o Libertad

De acordo com reportagem do jornal argentino "La Nación", Noray Nakis, vice-presidente do Independiente, foi preso na noite dessa quarta-feira (29) por seu envolvimento com torcida organizada do clube. A operação, realizada pela polícia local, contou com 31 incursões.

Nakis é acusado de se juntar uma associação ilícita que teria como líder Pablo Álvarez, líder da organizada do Independiente. A prisão foi ordenada pelo juiz Gabriel Vitale.

As investigações sobre o caso começaram em março após denúncia feita pelas autoridades da Agência para a Prevenção de Violência no Esporte (Aprevide), órgão filiado ao Ministério da Segurança de Buenos Aires. Vitale ordenou outras 21 detenções, incluindo a de Álvarez, que está preso desde 27 de outubro após ser acusado de extorquir o técnico do Independiente.

Todas as outras 20 ordens de prisão são para membros da organizada do clube argentino. Entre eles, está Roberto Petrov, aliado histórico de Hugo Moyano, presidente do Independiente.

Em uma das 31 incursões realizadas em meio à operação, policiais foram recebidos a tiros. Duas pessoas acabaram com lesões nas pernas. As autoridades suspeitam que a organizada usava joalherias de Nakis para lavar dinheiro recebido em negociações ilegais, como estacionamento nas proximidades do estádio do Independiente.

Nessa terça-feira (28), o time argentino venceu o Libertad por 3 a 1 e se classificou para a decisão da Copa Sul-Americana. O outro finalista sai do duelo entre Flamengo e Junior de Barranquilla.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos