Adriano Imperador admite mágoa com críticas e se vê vítima de invenções

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/Miami United FC

    Adriano Imperador em 2016; jogador não atua desde o ano passado

    Adriano Imperador em 2016; jogador não atua desde o ano passado

Em entrevista à "Fox Sports", Adriano admitiu incômodo com os críticos. O centroavante, conhecido como Imperador, afirmou que se sente magoado quando a repercussão de seus atos é negativa e afirmou que coisas a seu respeito são inventadas.

"Eu evito. Não sou nenhum santo, óbvio que já fiz coisa na minha vida que até hoje me arrependo. Mas a coisa que eu mais fico magoado é inventar uma coisa que eu não fiz. Isso que dói mais. Quando dou entrevista, sempre toco nesse assunto, não ligo. Se eu fizer alguma coisa de errado e o pessoal criticar, vou falar. Mas não quando não estou fazendo", disse Adriano.

"Hoje tento evitar, até de ver programa esportivo, ler jornais, porque sei que quase sempre tem alguma coisa sobre o Adriano. Tem coisa negativa, tem coisa também positiva, mas tento evitar de vier porque realmente me deixa triste", completou.

Questionado sobre de quais atitudes se arrependeu, o atacante citou a falta de compromisso no tratamento de lesão no tendão de Aquiles do pé esquerdo na época em que ainda jogava no Corinthians.

"Me arrependo de no Corinthians não ter seguido minha fisioterapia como deveria ter feito. Isso eu tenho a plena noção de que realmente errei. Sempre falei isso para todo mundo. Depois dali, eu não consegui mais desenvolver meu futebol de verdade, até porque o tendão me atrapalhou também. Não só por isso, mas também para isso. Era para eu ter focado mais. Até hoje eu estaria no Corinthians ou em outro lugar jogando bem. Na vida, a gente vai aprendendo. A gente tem que ter autocrítica, não adianta falar que não errei. Errei, isso é fato", relembrou.

Depois, Adriano admitiu que bebe, mas afirmou que o faz "como qualquer outro" e que não entende por qual motivo é julgado por isso. 

"Já me magoou muita coisa. Mas tento evitar de ficar escutando essas coisas porque atrai coisa ruim. Tento levar para outro lado. Então, como todo mundo diz, quem me conhece sabe a pessoa que eu sou. Sou uma pessoa muito aberta, falo o que tenho que falar, até porque mentira tem perna curta. Faço o que acho que tenho que fazer. Se as pessoas acham que é ruim ou não, quem tem que saber sou eu. Bebo, vou na boate, como todo mundo vai. Não entendo isso. Continuo fazendo meu churrasco dentro de casa, a gente toma nossa cerveja. Não vejo porque não fazer isso. A gente está livre na resenha, escutando um sonzinho, falando sobre futebol. Todo mundo faz isso", disparou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos