Arbitragem da França diz ser rigorosa contra marcadores de Neymar

Do UOL, em São Paulo

O chefe de arbitragem do futebol francês, Pascal Garibian, declarou que é feito um monitoramento sobre os adversários que "caçam" Neymar em campo. O comunicado foi uma resposta ao técnico do PSG, Unai Emery, que reclamou de um suposto descaso dos juízes em lances violentos para barrar o atacante brasileiro.

"Os árbitros devem proteger os jogadores mais técnicos, entre os quais Neymar. Eles são os mais expostos a faltas. Eles são perigosos para o oponente e têm maior posse da bola. Pedimos aos árbitros que elevem seu nível de tolerância em pequenas faltas para promover o espetáculo", disse Garibian ao "Le Parisien".

"Quanto mais os jogadores tentam o drible, mas correm risco de sofrer falta e estão mais sujeitos a isso", acrescentou.

O treinador do PSG ressalta que Neymar é sistematicamente provocado e caçado em campo, e que os árbitros não coíbem essa estratégia dos rivais.

"Acho que o árbitro também precisa pensar bem. Devemos proteger os jogadores", criticou

"Ele é um jogador que quer jogar, mas se a cada jogo ele for provocado haverá agressão. Eu acho que é um trabalho dos árbitros proteger os jogadores importantes em ambas as equipes".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos