Cruzeiro busca parceiro por Bruno Silva após jogo duro do Botafogo

Bernardo Gentile e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Miguel Rojo/AFP

    Bruno Silva disputa bola em jogo do Botafogo pela Libertadores

    Bruno Silva disputa bola em jogo do Botafogo pela Libertadores

O Cruzeiro busca parceiros para viabilizar a transferência de Bruno Silva. Em paz com o Botafogo, os mineiros esperam encontrar investidores para pagar o que o clube pede pela liberação do atleta.

Em 2017, Pedro Lourenço, amigo de Zezé Perrella, ajudou o time a quitar salários atrasados. O empresário, dono de uma famosa rede de supermercados de Minas Gerais, é uma alternativa avaliada, mas seria necessária uma aproximação da futura gestão, liderada por Itair Machado, com o empreendedor.

Economista, Wagner Pires de Sá se encontrou com empresários cruzeirenses para buscar uma forma de acertar contratações para a nova temporada.

A ideia é adquirir 40% dos direitos econômicos do atleta - fatia pertencente ao Botafogo - para a próxima temporada. O clube já conseguiu o que considerava mais difícil: selar a paz com os cariocas. Agora, tenta encontrar uma forma de pagar os R$ 8 milhões pedidos por eles.

O Botafogo estava bastante chateado com o Cruzeiro e descartava fazer negócio com o clube por Bruno Silva. Porém, a reunião entre o vice de futebol do Alvinegro, Cacá Azevedo e Itair Machado selou a paz. A diretoria de General Severiano, agora, já admite escutar o que os mineiros têm a dizer.

A situação, porém, é muito mais complicada que a negociação por Sassá, por exemplo. O atacante estava em fim de contrato, enquanto o camisa 8 tem mais um ano de vínculo com os cariocas. Dessa forma, o Botafogo não está negociando para minimizar os danos com uma saída de Bruno Silva.

O primeiro objetivo do Botafogo é receber os R$ 8 milhões, valor da multa rescisória – clube tem 40% dos direitos econômicos do atleta. Caso a negociação não se conclua, o Alvinegro pode até aceitar envolver jogador, mas a chegada de refugos já está descartada. A diretoria tem sido pressionada pela torcida nesse sentido e a troca só acontecerá se for por um atleta do mesmo quilate de Bruno Silva, ou seja, um destaque.

O volante de 31 anos tem contrato com o Botafogo até o fim de 2018. Carlinhos Sabiá, o seu empresário, se reuniu com a diretoria mineira e acertou as bases salariais. Na Toca da Raposa II, ele terá um contrato com duração de três temporadas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos