Grêmio isenta Arthur por foto vazada e dispara contra Barça: "Desrespeito"

Do UOL, em Porto Alegre

  • Reprodução

    Arthur, volante do Grêmio, posa para foto com camisa do Barcelona

    Arthur, volante do Grêmio, posa para foto com camisa do Barcelona

O Grêmio não gostou nada da foto vazada de Arthur com a camisa do Barcelona após uma reunião com representantes do clube espanhol e seu empresário na última sexta-feira. Neste sábado (02), o vice de futebol Odorico Roman disparou contra o clube europeu.

"Sobre a foto, o Grêmio não foi procurado nem comunicado. O Arthur é um ídolo, muito querido pela torcida. Foi envolvido por pessoas que agiram de forma muito inadequada, desrespeitaram o Grêmio. Aliás, o Barcelona, pela segunda vez que recentemente desrespeita o Grêmio fazendo assédio. Até a menino da base, da escolinha. Como o Grêmio não foi procurado pelo Barcelona para negociar, não negocia com o Barcelona. Se o Barcelona quer o Arthur, existe uma cláusula rescisória, eles depositam e se acertam com o jogador. Mas negociando com o Grêmio, a minha posição é que não levam com negociação. Mas pagando a multa é situação contratual", disse.

Por outro lado, Arthur foi protegido de qualquer culpa. Segundo a direção gremista, não passa pelo jogador a divulgação da imagem em que vestia as cores do clube catalão.

"O Arthur é um menino inteligente. Está começando com este sucesso todo. É um jogador simples, tranquilo, muito inteligente. Foi, certamente, uma promessa que seria uma lembrança, que não iria vazar, alguém vazou com outro intuito. Ele (Arthur) não tem nenhuma parcela nisso", lembrou Odorico. "Não conversei com ele porque está de folga. É um menino correto, é um ídolo. Foi envolvido por pessoas que agiram de forma inadequada. O Grêmio tem  um carinho enorme por ele e sabemos que não passa por ele, só pessoas que agiram de forma incorreta", completou.

A multa rescisória de Arthur bate a casa de R$ 187 milhões. E, de acordo com o dirigente máximo do futebol tricolor, não há chance de reduzir o valor para ida dele à Espanha. 

"Não cabe ao Grêmio permitir (o encontro com representantes do Barcelona). O Grêmio foi comunicado que representantes do Barcelona queriam conhecer a família do Arthur. O Grêmio não autorizou porque não cabe autorizar", argumentou Roman. 

Ao mesmo tempo, cogita ir à Fifa pelos problemas com o Barça. O Grêmio já procurou a entidade reclamando da ação do clube em relação ao menino Manu, da escolinha do clube, que foi persuadido a morar na Europa acompanhado pelo pai para jogar por lá.

"Está em análise. O Grêmio se sentiu desrespeitado. Foi uma forma inadequada do Barcelona de se comportar. Claramente pessoas se aproveitaram e prepararam uma armadilha para o jogador. E alguém divulgou irresponsavelmente o jogador com a camisa de outro clube sob contrato com o Grêmio", acrescentou.

Athur está fora do Mundial de Clubes. Uma lesão no tornozelo o fará ficar fora de atividades por 45 dias. Não está descartada possibilidade de cirurgia no local lesionado no jogo de volta da final da Libertadores que resultou no tricampeonato gremista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos