Petraglia tripudia de queda do Coritiba: "cair é para incompetentes"

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Ricardo Luis Artifon/AGIF

    Coxa perdeu para a Chape e amargou queda: Petraglia atacou direção alviverde no Facebook

    Coxa perdeu para a Chape e amargou queda: Petraglia atacou direção alviverde no Facebook

O presidente do conselho deliberativo do Atlético Paranaense, Mario Celso Petraglia, não perdeu tempo em tripudiar da queda do rival Coritiba para a Série B do Brasileiro. Em seu perfil no Facebook, Petraglia disparou: "Cair é para incompetentes!"

Ele também cobrou a atual direção do Coxa, que entregará os cargos logo após as eleições do próximo dia 9. "Esperamos que a nova direção do CFC tenha palavra e cumpra o que assina. Os 2 pontos do jogo na Vila para justificar o gramado do Couto "com peste", contra o Vasco fizeram a diferença. Aqui se faz, aqui se paga!", disparou o atleticano, rememorando o episódio que levou o jogo Atlético x Santos, pela Libertadores, para a Vila Capanema.

Reprodução

Na ocasião, o Atlético alugou sua Arena para a realização da Liga Mundial de Vôlei e contava com um contrato para usar o Couto Pereira no duelo das oitavas. O Coritiba alegou um problema no gramado e recusou o empréstimo, após ter informado à Conmebol da disponibilidade do estádio. O presidente coxa-branca, Rogério Portugal Bacellar, voltou atrás após o vazamento da notícia, pressionado pela torcida, que não queria o Atlético atuando no Couto Pereira.

O Furacão perdeu para o Santos por 3 a 2 na Vila Capanema, estádio do Paraná, e acabou eliminado da Libertadores. O Coxa, entretanto, também teve de jogar na Vila Capanema por conta das condições do gramado, e empatou com o Vasco em 2 a 2. Uma ação judicial sobre o contrato está em andamento no Paraná. O Coritiba conseguiu não dispor seu estádio após uma liminar que colocava os termos do contrato em xeque.

O episódio também estremeceu a relação de Petraglia com os atleticanos, revoltados com a saída da Arena no momento decisivo da Libertadores. O dirigente passou a ser duramente criticado até uma crise política explodir após o aluguel da Arena da Baixada para o Paraná, para o jogo contra o Internacional pela Série B. Os sócios pediram uma assembleia extraordinária para discutir a administração do clube, o que foi recusado por Petraglia por insuficiência de assinaturas conforme o estatuto atleticano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos