"Futebol brasileiro é penta": Cícero acredita em Grêmio forte contra Real

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Diego Vara

Ao contrário dos colegas Geromel e Kannemann, inscritos no Mundial de Clubes da Fifa, o meio-campista Cícero comentou como o Grêmio deve se portar em um eventual confronto com o Real Madrid na decisão da competição. Fora do grupo gremista que vai aos Emirados Árabes, Cícero valorizou o histórico do Brasil no futebol.

"Sobre o Mundial, é outra competição. Tem time mexicano pela frente, marroquino com a parte física muito forte. Mas se Deus quiser vamos passar da semifinal para a final. Grande candidato para final é o Real Madrid", analisou, em entrevista à ESPN Brasil.

"Sabemos que o investimento do Real é absurdo, mas temos que pensar que o futebol brasileiro é penta do mundo e jogadores daqui saem para reforçar times da Inglaterra, Alemanha... é 11 x 11, somos brasileiros. Jogo muito difícil que será decidido dentro de campo. Como vai jogar, a parte tática, é o Renato ver a melhor proposta", completou o meia.

Reforço tardio do Grêmio para a temporada, Cícero acabou fora do Mundial justamente pela época que se transferiu do São Paulo.

"Estava na relação, mas foi negado pela Fifa por causa de transferência, datas, coisa assim. O pessoal estava tentando recorrer para ver se tinha como inscrever ainda, porque não teve muito sucesso, porque as coisas na Fifa são um pouco mais rígidas", explicou Cícero.

Autor do gol do Grêmio no jogo de ida da final da Libertadores, o meio-campista também comentou sobre o final de sua passagem pelo São Paulo. Feliz com a mudança de ares, Cícero segue sem entender o por que era pouco utilizado no clube paulista, que vivia um mau momento na temporada. "Se tentaram arrumar um culpado, arrumaram o errado, porque o culpado não estava nem no banco", declarou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos