Chineses viajam a Europa, tentam levar Jonas e vão atrás de Lucas Moura

Marcus Alves

Colaboração para o UOL, em Lisboa (POR)

  • Franck Fife/AFP

Uma comitiva do Beijing Guoan, clube do meia Renato Augusto, desembarcou na Europa atrás de reforços para 2018 e se reuniu para buscar as contratações do meia Lucas Moura, do PSG, e o atacante Jonas, do Benfica.

Os chineses tentam fortalecer o ataque aproveitando a abertura de vaga para estrangeiros em seu elenco com a saída do volante Ralf, cujos representantes viajaram nesta semana para finalizar os detalhes. O time, que encerrou a última temporada longe da briga pelo título, em nono lugar, esteve em diversos países e contou em sua delegação com o empresário brasileiro Ricardo Mello, que tem forte entrada no mercado local.

Sócio de Mello, o ex-zagueiro Scheidt confirmou a procura por nomes no velho continente. "Os caras estão andando aí pela Europa, para ver jogadores e uma ou outra situação, e depois retornar para tomar a decisão na China", afirmou, em contato com o UOL Esporte.

Jonas é um sonho antigo

Patricia de Melo Moreira/AFP

O veterano Jonas, 33 anos, é sonho antigo do Beijing Guoan e foi sondado em outras duas ocasiões. Conforme apurado pela reportagem, uma reunião foi realizada na última semana com o Benfica para tratar de sua possível liberação em janeiro. A princípio, nada ficou definido e as conversas podem esquentar com a decisão da equipe de fazer a sua pré-temporada em Portugal.

Segundo informações colhidas, o Guoan tem chegada prevista ao país em 4 de janeiro e irá treinar na Cidade do Futebol, em Oeiras, próximo a Lisboa.

Para conseguir o atacante, que atravessa excelente fase na Luz e superou recentemente a marca de 100 gols pelos portugueses, será preciso melhorar a parte financeira. "Se chegar alguma coisa, teria de ser muito boa, caso contrário, ele (Jonas) não sai do Benfica", disse o agente e irmão do atleta, Tiago Gonçalves. "Ele tem um contrato interessante e pensa até em encerrar a carreira (no Benfica). O Beijing Guoan não costuma fazer proposta muito mirabolante, não fogem do que podem. Foi o que aconteceu em janeiro. Se for assim, não teria negócio", completou.

De Portugal para França por Lucas Moura

Duane Burleson/Getty Images

Depois de visitarem Lisboa, os representantes do Beijing Guoan passaram ainda por Paris e perguntaram sobre as condições para tirar Lucas Moura do PSG e se o meia de 25 anos estaria disposto a se transferir para o país após o nascimento de seu filho em novembro. Não houve negativa inicialmente.

Parceiro do agente Wagner Ribeiro, Junior Pedroso esteve ao lado do ex-são-paulino em novembro para conversar sobre o seu futuro na segunda parte da temporada. Ele se encontra fora dos planos do técnico Unai Emery, fez apenas cinco jogos e entrou em campo pela última vez nos minutos finais da goleada de 5 a 0 sobre o Angers, em 4 de novembro.

"Quando começamos a pré-temporada, conversamos com os jogadores sobre a nova situação da equipe e individualmente. A verdade é que neste ano fechamos com jogadores para dar um novo passo e é difícil jogar com a concorrência que queremos ter. Todos os jogadores conheceram a situação na pré-temporada. Quando começaram as partidas, todos os atletas do grupo tiveram oportunidade. Nesta temporada, a concorrência no elenco é maior, assim como o desempenho", explicou Emery, em entrevista coletiva recente.

Perguntado sobre o assunto, o representante dos chineses, Ricardo Mello, despistou, aos risos. "Não teve nada".

A ordem do diretor-geral do Beijing Guoan, Li Ming, é trazer pelo menos dois estrangeiros do mesmo nível de Renato Augusto, que renovou contrato até 2021, e brigar por uma vaga na Liga dos Campeões asiática.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos