Ex-integrante do Jonas Brothers depõe em julgamento de Marin

Eduardo Graça

Colaboração para o UOL, em Nova York (EUA)

  • Royal Caribbean Cruises Ltd./AP Images

    Kevin Jonas prestou depoimento sobre show de Paul McCartney

    Kevin Jonas prestou depoimento sobre show de Paul McCartney

Um momento curioso marcou a quinta-feira (7) do julgamento de José Maria Marin na Suprema Corte do Brooklyn, nos Estados Unidos. Kevin Jonas, ex-integrante do grupo Jonas Brothers, testemunhou sobre o concerto de Paul McCartney que aconteceu em 2010, em Buenos Aires, na Argentina.

O concerto virou peça do processo por causa do testemunho do empresário Santiago Peña, da FullPlay, que trabalhava para o empresário argentino Mariano Jinkins. Em depoimento, ele afirmou ter oferecido a Juan Ángel Napout, um dos réus e ex-presidente da Conmebol, US$ 10 mil em ingressos para o show do ex-Beatle na capital argentina. A quantia seria propina para a liberação de direitos de negociação de transmissão de TV e broadcast da Copa America em 2015. 

Kevin depôs para comprar que o show existiu e o tamanho de sua dimensão. "Chegamos atrasados e perdemos as duas primeiras músicas do show, o trânsito era intenso, eram 85 mil pessoas no estádio".

O Jonas Brothers se apresentou na mesma época dentro do Concert World Tour 2010, cuja maior atração era McCartney. "Ver Paul McCartney é sempre especial e aquele show foi inesquecível", disse o ídolo teen, confirmando para o júri - e para os advogados extasiados (Silvia Pineira-Vázquez, advogada de Napout, disse que sua filha é fã do grupo) que o 'show do suborno' de fato aconteceu. O julgamento segue pelo menos até a próxima semana.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos