Xodó de Felipão e elogiado por M. Oliveira, Luan, enfim, deixa o Palmeiras

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

    Sete anos depois de chegar, Luan encerra o vínculo com o Palmeiras no fim de dezembro

    Sete anos depois de chegar, Luan encerra o vínculo com o Palmeiras no fim de dezembro

Campeão da Série B pelo América-MG, Luan, enfim, não terá mais contrato com o Palmeiras. Emprestado aos mineiros, o atacante, alvo de questionamentos por parte dos torcedores e negociado nos últimos anos com outras equipes, termina o compromisso com o clube paulista no próximo dia 31 de dezembro, mais de sete anos depois de chegar ainda por empréstimo ao time.

Neste período, Luan basicamente atuou em três temporadas com a camisa palmeirense. Foi tratado como xodó por Luiz Felipe Scolari, que o bancou como titular em meio às críticas na conquista da Copa do Brasil de 2012, e elogiado por Marcelo Oliveira, com quem retornou ao clube e renovou o contrato que se encerra agora no próximo dia 31.

Luan chegou ao Palmeiras em agosto de 2010, emprestado por uma temporada pelo Toulouse-FRA, e viveu altos e baixos. Um ano depois, com o aval de Scolari, o clube alviverde comprou o atleta por R$ 7 milhões e firmou um longo compromisso de cinco anos.

Rubens Cavallari/Folhapress
Luiz Felipe Scolari bancou Luan, mesmo diante das fortes críticas dos palmeirenses

O auge do atleta no Palmeiras ocorreu com o título da Copa do Brasil de 2012 – Felipão valoriza a atuação do atacante na decisão contra o Coritiba, quando Luan, mesmo machucado e mancando, permaneceu em campo até o fim, já que o treinador havia realizado as três substituições.

A temporada 2012, porém, simboliza os altos e baixos de Luan com a camisa palmeirense. O rebaixamento à Série B meses depois potencializou as críticas e tornou a relação do atacante insustentável com a torcida. As vaias que cresceram ainda no início de 2013 resultaram em um pedido de transferência e praticamente sepultaram as chances do atleta no clube.

O atacante xodó de Felipão saiu de São Paulo e acabou em Belo Horizonte pela primeira vez. Com o Cruzeiro, Luan se sagrou campeão brasileiro de 2013 e mineiro no ano seguinte. Na campanha do título nacional, se destacou ao anotar três gols na vitória por 3 a 0 sobre o São Paulo. Já em 2014 não ficou para o bi cruzeirense e acertou com o Al-Sharjah, dos Emirados Árabes.

Luan ainda ganhou uma sobrevida no Palmeiras, com Marcelo Oliveira, após retornar do Mundo Árabe em 2015. O atacante acabou reintegrado ao clube e, respaldado por Oliveira, assinou um novo contrato, válido até o fim deste ano. O jogador, entretanto, ganhou apenas uma chance de atuar, já sob o comando de Cuca, no triunfo por 2 a 1 sobre o Flamengo, em Brasília - também atuou contra o Cruzeiro, no Mineirão. Antes mesmo de o clube conquistar a Série A, saiu para jogar no Atlético-PR.

Neste ano, fora dos planos de Eduardo Baptista na pré-temporada, jogou o Paulistão pelo Red Bull e acabou repassado para o América-MG. Em Minas Gerais, atuou em 30 partidas na Série B, anotou 8 gols e teve papel importante no título americano. Agora livre do Palmeiras após sete anos e depois de engatar uma sequência de jogos, Luan tem a possibilidade de seguir no clube mineiro, mas um impasse na negociação salarial impede o acerto de um contrato definitivo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos