Ederson recebe alta, e Fla monta projeto para que volte ao futebol em 2018

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Gilvan de Souza / Flamengo

    O meia Ederson recebeu alta após longa batalha contra o câncer no testículo

    O meia Ederson recebeu alta após longa batalha contra o câncer no testículo

O meia Ederson teve uma boa notícia nesta sexta-feira (8). O jogador do Flamengo recebeu alta após mais uma cirurgia para o tratamento do tumor no testículo. Ele está liberado pelos médicos e agora planeja o retorno ao futebol. O prazo de recuperação é de pelo menos três meses. O último procedimento enfrentado pelo atleta foi para a retirada de massa residual do local.

"Espero voltar em breve ao trabalho e jogar futebol. Sempre quis levar alegria às pessoas. Depois de tudo o que aconteceu, reforcei ainda mais a minha vontade", afirmou.

Depois de quase cinco meses de batalha pela saúde, incluindo sessões de quimioterapia, Ederson será avaliado pelo departamento médico e cirurgiões responsáveis. Tudo na expectativa da montagem de um programa para que retorne aos gramados no próximo ano. O contrato com o Flamengo se encerra em 31 de dezembro, mas o clube planeja a renovação.

"Todos os passos foram compartilhados com o Dr. Franz Campos. O interesse comum é o bem e a recuperação do Ederson. Faremos avaliações e, através disso, montaremos uma planilha de treinamento", comentou o médico Márcio Tannure.

O cirurgião Franz Campos detalhou o drama que o jogador enfrentou. "Quem vê a cara do Ederson não vê o grau do problema pelo qual passou. É uma patologia curável, mas agressiva. Identificamos que era uma doença abdominal e no testículo. Ele passou por uma quimioterapia extremamente tóxica para matar as células de câncer", encerrou.

UOL Cursos Online

Todos os cursos