Peres promete estudar negociação de Robinho e garante técnico ofensivo

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/Santos

José Carlos Peres, o novo presidente do Santos para o próximo triênio depois de derrotar nas urnas Modesto Roma, pregou união com os concorrente no pleito para o bem do clube. Peres foi moderado ao falar sobre o novo treinador e os reforços para 2018, entre eles, o atacante Robinho.

Peres promete se informar das negociações entre Robinho e Modesto Roma para saber as condições de contar com o ídolo santista nos próximos anos.

"Sempre tenho interesse em contar com grandes ídolos, mas precisamos entender em relação ao Robinho e outros ídolos. Precisamos entender qual é a proposta que chegou no clube. Estávamos fora, não temos uma informação tão lá dentro. Segunda-feira vou fazer transição já, espero que o Roma me atenda", afirmou Peres.

"Temos que entender da diretoria atual o leque de opções que tem, juntando com a nossa para ver qual é a melhor opção", completou.

Em relação ao técnico, Peres não quis revelar se o seu nome preferido está empregado no mercado do futebol. O novo presidente apenas declarou que o Santos voltará com o "DNA ofensivo" e não jogará mais por uma bola, como atuava com Levir Culpi e também nos dois últimos anos de Dorival Júnior.

"Pode estar empregado ou desempregado, é um perfil do Santos, com DNA ofensivo. Temos que voltar a ter alegrias. Hoje você vai assistir o time do Santos e é um time que joga atrás da bola. Vamos mudar um pouco, alguém que tenha boa relação com as categorias do Santos. Não quero anunciar o treinador, não sabia se venceríamos, então vamos anunciar mais para frente. Tem que ser rápido, está logo aí, teremos que nos preparar", disse.

José Carlos Peres desbancou o favorito Modesto Roma, da situação, em uma eleição marcada por polêmicas. Peres recebeu 1.851 votos, contra 1.661 de Modesto e Andres Rueda (empatados), enquanto Nabil Khaznadar ficou em último com 495 votos.

Modesto Roma obteve um número maior de votos considerável nos últimas urnas de São Paulo e Santos. Na apuração da capital, a porcentagem passou de 8% nas primeira quatro urnas para 45%. Peres, que conseguiu 51% dos votos até a quarta urna, teve uma queda de 17 pontos percentuais, indo a 34%.

Nas urnas da Vila Belmiro, o salto de Modesto foi ainda maior. O mandatário passou de 30% nas primeiras nove urnas para 85%. Peres, por sua vez, saiu de 28% para 7%. Um total de 5.679 votos foram computados, com 9 nulos e 2 brancos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos