Jornais: Briga entre Mourinho e time do City teve garrafa e leite atirados

Do UOL, em São Paulo

  • AFP

    José Mourinho teria ido ao vestiário do City para reclamar de comemoração

    José Mourinho teria ido ao vestiário do City para reclamar de comemoração

Uma enorme confusão ocorreu no vestiário do estádio Old Trafford após o clássico entre Manchester United e Manchester City, domingo. De acordo com a imprensa inglesa, o entrevero começou após José Mourinho ir até à porta do vestiário do City para pedir "melhor comportamento" em meio à festa.

O City venceu por 2 a 1. Segundo relatou o "The Times", o goleiro Ederson respondeu Mourinho. Os dois bateram boca em português. O brasileiro do City, segundo o "Mirror" teria atirado água e leite no treinador do United.

A imprensa britânica informa que atletas do City atiraram garrafas de plástico em direção a Mourinho. Os jornais tratam o ocorrido como uma "guerra de palavras".

O atacante Romelu Lukako também teria participado da confusão no acesso ao vestiário do time rival. Pelo menos 20 pessoas, entre profissionais do United e City tumultuaram o ambiente. Seguranças foram acionados para apaziguar os ânimos no vestiário.

O atacante Sané, do City, postou foto da celebração no vestiário após vitória contra o United.

José Mourinho não ficou feliz com a derrota no clássico diante do Manchester City. Depois de ter reclamado da arbitragem – que, segundo ele, deixou de dar um pênalti ao Manchester United –, ele teria brigado com o brasileiro Ederson.

A informação foi publicada por jornais britânicos. De acordo com o Telegraph, Mourinho foi ao vestiário do City para pedir mais respeito aos rivais, que comemoravam em alto e bom som.

Antes de serem acalmados e retirados dali por outros funcionários, o treinador e o goleiro do City teriam gritado ofensas em português. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos