Renato evita falar sobre Real e diz que Grêmio "veio para ganhar" o Mundial

Luiza Oliveira

Do UOL, em Al Ain (Emirados Árabes)

  • LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Renato Gaúcho não quer pensar no Real Madrid por enquanto. Às vésperas de enfrentar o Pachuca, pela semifinal do Mundial de Clubes, em Al Ain, o treinador do Grêmio coloca como único foco o time mexicano e diz que será 'o jogo da vida' do clube gaúcho.

"Não adianta dar um passo maior que a perna. Não adianta pensar na final, se não jogarmos. Nosso objetivo é a classificação", disse. "Sabemos que para chegar na final, temos uma semifinal. Não adianta falarmos de Real Madrid, porque ninguém sabe se o Real Madrid estará na final. Nós estamos preparados para fazer essa semifinal. A partir do momento que acabar o jogo, vamos ver o que aconteceu. Precisamos analisar nosso adversário não em 90 minutos, pelo que aconteceu no último jogo. É o jogo da vida deles e será o nosso também", afirmou.

O Grêmio enfrenta o Pachuca nesta terça-feira (12), às 15h (de Brasília). No dia seguinte, o Real Madrid encara o Al Jazira, no mesmo horário, pela outra semifinal. O técnico demonstra respeito pela equipe mexicana que passou pelo Wydad Casablanca-MAR, mas destacou as qualidades do atual campeão da Libertadores.

"O Pachuca é osso duro, uma carne de pescoço para a gente. Vamos colocar em prática o que fizemos o ano todo. Se o Pachuca chegou aqui é porque tem suas qualidades. O Grêmio sempre pensou grande o ano todo. Com todo respeito ao adversário, o Grêmio veio para ganhar", afirmou ele que vai manter o estilo de jogo que demonstrou durante toda a temporada.

"O Grêmio respeita todos os adversários, mas o Grêmio tem a sua maneira de jogar e não vai mudar a maneira de jogar, prova disso foi a final da libertadores. O Grêmio procura neutralizar todas as jogadas do adversário, nosso estilo vai ser jogar, propor como fez o ano todo. Procura jogar no adversário e coloca em prática o que fez o ano todo e deu certo".

Para o torneio, o Grêmio não poderá contar com o volante Arthur. O jogador se machucou na final da Libertadores e não se recuperou a tempo de disputar o Mundial de Clubes. Durante a entrevista coletiva, Renato minimizou a ausência do jogador.

"O Arthur tem uma qualidade muito grande com a saída da bola. Mas o Grêmio nunca dependeu de apenas um jogador. O Grêmio teve o ano todo vários jogadores em várias posições e sempre manteve o mesmo nível. E dessa vez não é diferente. É assim que vamos levando. Não temos o Arthur, mas temos o Maicon, o Michel. O Grêmio tem um elenco de qualidade". 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos