Alicerce do Paraná e destaque do Boa: quem são os últimos reforços do Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Divulgação/Madureira // Divulgação/Paraná

    Ruan e Gabriel Dias, novos reforços do Internacional para temporada 2018

    Ruan e Gabriel Dias, novos reforços do Internacional para temporada 2018

O Internacional confirmou, no último sábado, dois novos reforços para temporada 2018. São eles o volante Gabriel Dias, cujo último clube foi o Paraná, e o lateral direito Ruan, que atuou pelo Boa Esporte no segundo semestre de 2017. Jogadores pouco conhecidos, mas considerados valiosos pela direção vermelha.

O molde de contratações contempla a composição do grupo com atletas que têm boa perspectiva. Tanto o meio-campista quanto o lateral são considerados apostas que mereciam uma oportunidade num clube maior para comprovar o rendimento apresentado em competições inferiores. Além disso, pesa a favor o fato de terem custo zero para o clube.

Ele foi zagueiro, fez base no Palmeiras e quase jogou em Portugal

Gabriel Dias tem 23 anos e é natural de Francisco Morato, região metropolitana de São Paulo. Começou na base do Bandeirante-SP e foi para o Palmeiras, onde assinou seu primeiro vínculo de profissional. Debutou no time de cima em 2012, com 18 anos.

Na época ele ainda não atuava como volante. Era zagueiro, mas a estatura e a qualidade na saída de bola o 'empurraram' para uma linha à frente. Gabriel mede 1,83 m.

As chances no Palmeiras, contudo, não foram muito frequentes. Oito jogos em 2013, seis em 2014. Em 2015 veio a primeira oportunidade de deixar o clube. Emprestado ao Boa Esporte, realizou 20 partidas. Em 2016, cedido ao Mogi Mirim no primeiro semestre, jogou mais 13. No segundo semestre daquele ano, se destacou pelo Bragantino, onde marcou três gols em 23 jogos.

Começava 2017 e Gabriel vivia incerteza. Voltou ao Palmeiras para o último ano de vínculo, mas novamente não seria aproveitado. Foi cedido, portanto, ao Paraná, onde se tornou peça fundamental do time. Alicerce do meio-campo azul e vermelho, jogou 47 partidas e marcou três gols. E poderia não ter sido assim.

Em maio, o Palmeiras pediu seu retorno para vendê-lo ao Moreirense, de Portugal. O acordo estava praticamente firmado, mas o jogador rejeitou a Europa pelo compromisso que tinha com o clube paranaense. "Vou ficar no Paraná e cumprir meu contrato até o fim da Série B. Estou feliz aqui e o grupo é bom. Espero fechar a temporada ainda mais valorizado. Oscilações acontecem. Temos totais condições de dar a volta por cima. Ainda tem muito campeonato pela frente. Espero que a gente consiga os objetivos. A decisão de ficar foi minha", disse ao site oficial do clube.

Ao fim do ano, livre de vínculo com paulistas e depois do encerramento do empréstimo ao Paraná, assinou com Inter por duas temporadas.

Lateral destaque desde a base no Rio

Natural do Rio de Janeiro, o lateral direito Ruan, de 22 anos, tem trajetória menos rodada que Gabriel. Cria da base do Barra da Tijuca - clube formador e que disputa divisões inferiores no Rio - o jogador despontou mesmo apenas no ano passado.

Esteve cedido ao Madureira, voltou, e esteve novamente no mesmo clube no primeiro semestre deste ano. Foi quando entrou para seleção dos melhores jogadores do Campeonato Carioca. A ideia do Barra, percebendo a possibilidade de lucrar com atleta, foi cedê-lo para disputa da Série B no Boa Esporte.

Pelo Boa, Ruan disputou 25 partidas e não marcou gols, mas mostrou ímpeto ofensivo e muita força, que chamaram atenção do Internacional. O clube firmou contratação por empréstimo com cláusula de compra ao fim do ano.

"Todo mundo se prepara a vida inteira para uma Série A. É uma oportunidade e tanto que eu recebo. Estou muito feliz", disse o atleta ao UOL Esporte. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos