Gerente do Palmeiras diz que Pablo "pode ser opção", mas nega negociação

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

O gerente de futebol do Palmeiras, Cícero Souza, negou que o clube esteja em negociação com o zagueiro Pablo, campeão brasileiro pelo Corinthians. Em entrevista à "ESPN", o dirigente afirmou que a contratação do jogador não seria uma operação simples.

"Pablo pode ser uma opção, mas, neste momento, não existe uma negociação. Temos prezado muito pela situação financeira das negociações e, pelo o que percebemos, não se trata de uma operação simples".

De acordo com Souza, o empresário de Pablo, Fernando César, procurou o clube, mas os valores não interessaram. O UOL Esporte apurou que as condições apresentadas e recusadas imediatamente foram as seguintes: salário de R$ 500 mil, R$ 4 milhões de luvas e 10% de comissão para o agente do jogador.

A imposição feita pelo Palmeiras para que o negócio desse certo era a de que o atleta voltasse a ser emprestado pelo Bordeaux, assim como aconteceu com o Corinthians, e que reduzisse substancialmente o seu pedido salarial.

Na entrevista, Cícero Souza também falou sobre a situação do zagueiro Yerry Mina. Nesta terça-feira (12), o jornal "Mundo Deportivo" afirmou que o Barcelona tentaria contratar o jogador já em janeiro para substituir Mascherano.

"Barcelona tem prioridade de compra, mas não nos comunicou nada até agora", afirmou Souza.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos