Gerente do Palmeiras diz que Pablo "pode ser opção", mas nega negociação

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

O gerente de futebol do Palmeiras, Cícero Souza, negou que o clube esteja em negociação com o zagueiro Pablo, campeão brasileiro pelo Corinthians. Em entrevista à "ESPN", o dirigente afirmou que a contratação do jogador não seria uma operação simples.

"Pablo pode ser uma opção, mas, neste momento, não existe uma negociação. Temos prezado muito pela situação financeira das negociações e, pelo o que percebemos, não se trata de uma operação simples".

De acordo com Souza, o empresário de Pablo, Fernando César, procurou o clube, mas os valores não interessaram. O UOL Esporte apurou que as condições apresentadas e recusadas imediatamente foram as seguintes: salário de R$ 500 mil, R$ 4 milhões de luvas e 10% de comissão para o agente do jogador.

A imposição feita pelo Palmeiras para que o negócio desse certo era a de que o atleta voltasse a ser emprestado pelo Bordeaux, assim como aconteceu com o Corinthians, e que reduzisse substancialmente o seu pedido salarial.

Na entrevista, Cícero Souza também falou sobre a situação do zagueiro Yerry Mina. Nesta terça-feira (12), o jornal "Mundo Deportivo" afirmou que o Barcelona tentaria contratar o jogador já em janeiro para substituir Mascherano.

"Barcelona tem prioridade de compra, mas não nos comunicou nada até agora", afirmou Souza.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos