Gesto considerado racista rende castigo de 5 jogos a meia colombiano

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • David Ramos/Getty Images

    Cardona recebeu uma suspensão de cinco jogos da Fifa nesta terça-feira

    Cardona recebeu uma suspensão de cinco jogos da Fifa nesta terça-feira

O gesto considerado racista do meia Edwin Cardona no amistoso contra a Coreia do Sul rendeu uma punição pesada ao jogador colombiano. Nesta terça-feira, a Fifa (Federação Internacional de Futebol Associados) anunciou uma suspensão de cinco jogos para o jogador do Boca Juniors, que serão cumpridos apenas em amistosos da equipe sul-americana.

No amistoso contra os sul-coreanos, disputado no mês passado, Cardona puxou os próprios olhos como forma de provocação aos adversários. O gesto foi considerado racista, e a Fifa tratou de punir o jogador nesta terça com base no artigo 58 do código disciplinar da entidade.

Criticado na época do caso, Cardona se defendeu logo após o jogo e disse ter sido "mal interpretado". A Federação Colombiana de Futebol divulgou um vídeo no qual o meia se defendeu

"A respeito do que aconteceu hoje, não foi a minha intenção faltar respeito com alguém, com o país ou a raça. Nunca. Porém, se alguém se sentiu ofendido e assim interpretou, peço desculpas", declarou

"Pelo contrário, somos muito agradecidos às pessoas da Coreia do Sul pela forma como nos trataram desde o primeiro dia. Foi algo espetacular. Lamento que, numa situação de partida, tenham mal interpretado dessa maneira", acrescentou o jogador que defende o Boca Juniors.

O castigo de Cardona vale apenas para amistosos, e o jogador é praticamente presença certa na lista do técnico Jose Pekerman para a Copa do Mundo. O atleta tem sido utilizado como titular da Colômbia e é uma das principais peças na criação ofensiva ao lado de James Rodríguez.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos