Barrios ou Jael? Fase desafia números e dá brecha para dúvida no Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

Lucas Barrios ou Jael? O Grêmio finalista do Mundial de Clubes começa a pensar, fortemente, nessa pergunta. Depois de ver o time melhorar contra o Pachuca-MEX após a troca de centroavantes, o Tricolor já não é mais definitivo ao indicar que o ex-Palmeiras é titular. Uma troca no jogador mais avançado da formação é possível (por enquanto ainda pouco provável) para a decisão marcada para sábado, às 15h (horário de Brasília), do torneio disputado nos Emirados Árabes.

Barrios tem a seu favor os números: é artilheiro do time no ano. Jael conta com as atuações recentes, um crescendo resultante da fórmula desempenho e vontade.

Ambos foram contratados no início da temporada, mas apenas Lucas Barrios já viveu grandes momentos com a camisa do Grêmio. Autor de 18 gols, o argentino naturalizado paraguaio decidiu várias vezes. Uma das partidas mais célebres, e marcantes, foi contra o Botafogo. A cabeçada de Barrios botou o time gaúcho na semifinal da Libertadores.

Jael, por outro lado, chegou debaixo de muita desconfiança. Indicado por Renato Gaúcho, desembarcou antes mesmo de Barrios e dias depois de vários negócios cancelados para suprir uma carência ofensiva. Considerado um reforço barato, por estar livre e parado, ele teve séria lesão no joelho e ficou quase oito meses inativo. Quando voltou, foi preparado para se tornar suplente de Barrios. Mas nunca com força suficiente capaz de desbancar o titular.

A disputa jamais foi tão intensa quanto agora. Jael foi recuperado fisicamente para ser opção, uma troca com bola rolando capaz de manter intensidade no setor. Agregar vigor físico. Mas nunca ao ponto de tirar Barrios da escalação. Agora os indícios nesse sentido começam a brotar. O rendimento do titular diante do Pachuca-MEX não foi bom.

"O Jael entrou mais uma vez muito bem. O Barrios nos ajudou muito na Libertadores. Fico feliz de ter os dois bem. O mais importante agora é curtir a classificação e depois eu começo a pensar na equipe do próximo sábado. Sempre dou 24h para os médicos e fisiologia verem se ninguém sentiu. Então, muita calma. Vamos curtir, aproveitar, e a partir de quinta-feira eu começo a definir a equipe que joga a final", desconversou Renato.

Além da atuação discreta, sem quase nenhuma vitória pessoal, Barrios foi vítima de uma fatia do jogo onde o Grêmio como um todo não se saiu bem. O gringo assistiu do banco à formação ser alterada e ao desempenho coletivo melhorar. Jael, lá na frente, ajudou fazendo pivô e competindo muito. Com trombadas e até uma finalização anulada por impedimento.

Nos números, Barrios sobra. Jael ainda não fez um gol sequer. Mas o que antes era certo agora tem uma resposta evasiva. O Grêmio começa a pensar fortemente na pergunta: Lucas Barrios ou Jael?

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos