Corinthians ganha 5º candidato em eleição; gestão atual pode ter baixas

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/Chapa Pró-Corinthians

    Paulo Garcia confirmou candidatura a presidente do Corinthians

    Paulo Garcia confirmou candidatura a presidente do Corinthians

Em reunião nesta quarta-feira (13) pela manhã, o oposicionista Paulo Garcia selou sua candidatura à presidência do Corinthians.

Garcia convidou o atual diretor de futebol Flávio Adauto para ser seu primeiro vice-presidente e o diretor financeiro Emerson Piovesan para ocupar a segunda vice-presidência. Ambos aceitaram o convite em conversa com Paulo nesta manhã.  

Na última segunda, Adauto e Piovesan conversaram com o presidente Roberto de Andrade para expressar o desejo de participar do processo eleitoral com Paulo Garcia, que ao longo da administração se tornou o principal braço direito político do atual mandatário.

Antônio Rachid, secretário geral, e Fernando Sales, diretor de marketing, também foram indicações de Garcia para a administração Roberto de Andrade.  

Por enquanto, os diretores de Roberto que devem compor a chapa de Paulo Garcia adotam o discurso de auxiliar nas últimas semanas da gestão, já que as eleições ocorrem em 3 de fevereiro. 

Quem pediu para deixar o cargo na última semana foi Luiz Alberto Bussab, diretor jurídico que compõe o grupo do candidato a presidente Felipe Ezabella. A resposta do presidente corintiano foi de que gostaria da permanência de Bussab no cargo. 

Além de Ezabella e da candidatura de Paulo Garcia, as eleições do Corinthians até o momento têm confirmados Roque Citadini, Andrés Sanchez e Romeu Tuma Júnior como candidatos. 

Garcia já concorreu ao cargo em 2012, quando foi derrotado por Mário Gobbi. Na eleição passada, ele desistiu de concorrer na véspera do pleito e se juntou a Roque Citadini. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos