Jornal fala em partida "surreal" do Real: 36 chutes a gol, 19 escanteios...

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Marca

O jornal espanhol "Marca" classificou a partida entre Real Madrid e Al-Jazira como "surreal" e listou em sua capa da edição desta quinta-feira as estatísticas que considerou absurdas do duelo disputado na quarta e válido pelas semifinais do Mundial de Clubes. O time espanhol venceu por 2 a 1, de virada, apesar de ter dominado o adversário.

"Que suplício: 36 chutes a gol, 14 em direção ao gol, quatro na trave, 19 escanteios... mas um goleiro heroico e 0-1 no intervalo. A desconcertante aplicação do VAR (árbitro de vídeo) contribuiu para a ópera do absurdo", diz o jornal.

A primeira página ainda fala em "Tormenta do Deserto" e que "Bale salvou o Real Madrid em uma partida surreal".

Já em um texto publicado em seu site, ainda na quarta-feira, as críticas foram ainda maiores ao nível do jogo do Mundial.

"Foi uma comédia, uma ópera bufa, teatro do absurdo, obra grotesca, surrealismo futebolístico esta semifinal da Copa do Mundo de Clubes. Uma coleção de episódios para rir e chorar, inadequado para uma partida no mais alto nível, mais perto de uma partida de solteiros contra casados. O nível de Madri em certos momentos foi mais que preocupante, por mais chutes que desse ao gol do herói Ali Khaseif. Os Zidane estão na final, com muitas mais dúvidas do que certezas, pela inferioridade do rival (Al- Jazira)", escreveu um crítico.  

O Real Madrid fará a final do Mundial de Clubes no sábado, contra o Grêmio, às 15h (de Brasília). O time brasileiro venceu o Pachuca por 1 a 0, na prorrogação, na outra semifinal.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos