Polícia prende 16 pessoas por confusões no Maracanã

Do UOL, em São Paulo

  • Vinicius Castro/UOL

    Invasão da torcida do Flamengo no MAracanã

    Invasão da torcida do Flamengo no MAracanã

A Polícia Militar do Rio de Janeiro prendeu 16 pessoas, a maioria torcedores do Flamengo, ao longo da operação montada para a partida do time rubro-negro contra o Independiente, quarta-feira, no Maracanã. Foram registradas diversas ocorrências antes, durante e após o jogo.

Dos 16 presos, oito deles foram detidos por invasão a áreas restritas do estádio. Um homem foi detido por portar dez artefatos explosivos próximo ao portão F do Maracanã. Dois cambistas foram presos por policiais do 6ºBPM - sendo um deles reconhecido por um torcedor por ter praticado roubo. 

Policiais do BPChq prenderam três homens na Avenida Radial Oeste após roubo a um torcedor, sendo os pertences da vítima recuperados. Outras duas pessoas foram detidas. As ocorrências foram registradas na 18ºDP e no JECRIM do Maracanã.

Foram destacados 650 policiais para atuar na área do estádio, palco da final da Copa Sul-Americana.

Antes do jogo, houve tumulto próximo aos portões de acesso ao estádio. Alguns torcedores conseguiram romper as barreiras de revista e acessaram áreas restritas.

Na parte externa, equipes do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) e do Regimento de Polícia Montada (RPMont) precisaram intervir com armamento não letal para conter tentativas de invasão, focos de confusão e brigas.

Próximo ao portão D, um policial foi ferido com uma garrafada na cabeça e outro teve ferimento na mão. Uma viatura foi apedrejada no portão A sem deixar feridos. Os policiais foram encaminhados ao Hospital Central da Polícia Militar (HCPM) e passam bem. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos