Fifa suspende Del Nero de qualquer atividade do futebol por 90 dias

Do UOL, em São Paulo

  • Alan Lima/MoWA Press

    Investigados acusaram Del Nero de ter recebido US$ 6,5 milhões (R$ 21 mi) em propina

    Investigados acusaram Del Nero de ter recebido US$ 6,5 milhões (R$ 21 mi) em propina

O Comitê de Ética da Fifa suspendeu nesta sexta-feira o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, por 90 dias. A punição pode ser aumentada em 45 dias, conforme investigação da entidade.

Del Nero vem sendo investigado pela Justiça dos Estados Unidos sob a acusação de integrar esquema de corrupção e lavagem de dinheiro em contratos de transmissões televisivas de competições da América. O dirigente permanece no Brasil e estava em São Paulo a caminho do Rio do Janeiro quando soube da suspensão. Como não há acordo internacional entre os dois países, Del Nero não tem participado dos depoimentos à Justiça norte-americana, em Nova York.

Com o afastamento de Del Nero, a CBF será presidida interinamente por Coronel Nunes. Uma eleição na CBF pode ser marcada a partir de abril de 2018, um ano antes do fim do mandato.

Na quinta-feira, a defesa do ex-presidente da CBF, José Maria Marin, acusou Del Nero de ter sido responsável por chefiar os esquemas ilegais envolvendo a CBF. Marin seria o "rei", uma figura apenas decorativa, declarou o advogado de Marin. Já Del Nero, que na época era o vice-presidente da CBF, seria o articulador das atividades criminosas.

"Del Nero (vice durante o mandato de Marin) era o herdeiro natural da presidência da CBF, mas ele não esperava a renúncia de Teixeira. Meu cliente podia até ser o presidente, mas não era ele quem mandava. Tanto que quem foi eleito para o comitê executivo da Fifa foi o senhor Del Nero, quando em geral esse cargo é ocupado pelo presidente da federação. Não podia ser mais claro seu papel marginal em tudo isso", argumentou o advogado de Marin, Charles Stillman, ao júri em Nova York.

Após os depoimentos com acusações contra Del Nero na corte em Nova York, a comissão disciplinar na Fifa cobrou do presidente da CBF explicações sobre as denúncias de que recebeu propina. Foram anexadas provas do processo ao procedimento no âmbito esportivo.

Durante as últimas semanas, ex-executivos da Traffic e Torneos, que tinham direitos de competições, acusaram Del Nero de receber subornos por contratos. No total, é apontado que o dirigente ganhou US$ 6,5 milhões (R$ 21 milhões na cotação atual) em propinas por acordos da Libertadores e da Copa América. Ele nega as acusações.

Em contato com o UOL Esporte, a defesa de Del Nero informou que primeiramente analisará o conteúdo da nota da Fifa para depois se pronunciar.

Em junho de 2015, sete dirigentes ligados a confederações das Américas foram detidos em hotel na Suíça sob a acusação de integrar esquema criminoso em contratos televisivos. Entre os presos estava José Maria Marin.

Del Nero também estava na Suíça no momento das prisões. O dirigente retornou imediatamente ao Brasil. Desde então, Del Nero não fez mais viagens internacionais, se ausentando de diversos compromissos importantes pela CBF. Del Nero tem evitado até competições dentro do Brasil. Na quarta-feira, ele não compareceu à final da Copa Sul-Americana, no Maracanã, para a decisão entre Flamengo x Independiente.   

Confira a nota da Fifa sobre a punição a Del Nero:

O executivo do futebol Marco Polo Del Nero foi banido de todas as atividades do futebol por 90 dias pelo comitê de ética independente. 

O presidente da câmara de julgamento do Comitê de Ética proibiu provisoriamente o presidente da federação brasileira (CBF), Marco Polo Del Nero, por um período de 90 dias.
 
A duração da proibição pode ser prorrogada por um período adicional não superior a 45 dias. Durante este período, o Sr. Polo Del Nero está proibido de todas as atividades de futebol a nível nacional e internacional. A proibição entra em vigor imediatamente.
 
A decisão foi tomada sob solicitação do presidente da câmara de investigação do Comitê de Ética que procedeu ao processo formal de investigação contra o Sr. Polo Del Nero, nos termos do art. 83, par. 1 e art. 84 par. 2 do Código de Ética da Fifa.
 

O que dizem os artigos da Fifa que Del Nero foi citado

O artigo 83, parágrafo um, diz o seguinte. "A pedido do presidente da câmara de investigação ou do chefe de investigação, o presidente da câmara de arbitragem pode tomar medidas provisórias (por exemplo, sanções provisórias) se uma violação do Código de Ética aparentemente foi cometida e uma decisão sobre o problema principal não pode ser tomada tão cedo. O presidente da câmara de arbitragem também pode emitir medidas provisórias para evitar interferências com o estabelecimento da verdade"
 
Já o segundo parágrafo do artigo 84 diz: "O presidente da câmara adjudicante pode tomar sua decisão com base nos processos disponíveis, sem ouvir as partes, neste caso as partes devem ser convocadas para uma audiência ou convidadas a apresentar um escrito declarações após a decisão ter sido emitida. Depois de ouvir as partes, o presidente da câmara adjudicante deve confirmar, revogar ou alterar a sua decisão"

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos