Maradona rebate críticos e diz estar livre das drogas há 14 anos

Do UOL, em São Paulo

  • Dmitri Lovetsky/AP

Figura frequente em festas da Fifa, Maradona tem trabalhado como técnico do pequeno Al-Fujairah, da segunda divisão dos Emirados Árabes. E, sob comando do argentino, a equipe conquistou o acesso para a elite do país. O ídolo da Argentina festejou a conquista em uma mensagem publicada no Instagram nesta sexta-feira (15), mas é o final do texto que chama mais atenção. Maradona deu graças a Deus por estar há 14 anos sem consumir cocaína, droga que afetou gravemente sua vida na década passada.

"Eu tenho que fazer um total de 300 quilômetros, todos os santos dias, para treinar minha equipe, de Dubai a Fujairah. Tudo isso quero contar eu a vocês. Para que ninguém te diga que não trabalho, ou que sigo na droga. Faz 14 anos que eu não consumo, graças a Deus. E não afrouxo", publicou o argentino.

O ex-jogador foi viciado em cocaína da metade dos anos 1980 até o começo dos anos 2000. Desde que parou de se drogar, Maradona teve problemas com o álcool, precisando passar por uma clínica de reabilitação para se recuperar da dependência, da qual ele se livrou em 2007.

Maradona retomou a carreira como técnico em abril de 2017, seis anos após trabalhar no Al Wasl, clube dos emirados árabes. Antes das experiências no mundo árabe, Maradona levou a Argentina à Copa do Mundo de 2010.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos