Sonho antigo do Atlético-MG, Erik fica próximo após indicação de Gallo

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Jeferson Guareze/Agif/Estadão Conteúdo

    Erik deve reforçar o Atlético-MG em 2018 e é desejado pelo clube mineiro desde 2015

    Erik deve reforçar o Atlético-MG em 2018 e é desejado pelo clube mineiro desde 2015

Após confirmar a contratação de Arouca, junto ao Palmeiras, o Atlético-MG está muito próximo de anunciar a contratação de outro jogador do clube paulista. O atacante Erik depende apenas dos exames médicos e da assinatura de contrato para ser confirmado como segundo reforço atleticano para 2018. A chegada do atacante à Cidade do Galo é um sonho antigo, de um namoro que começou em 2015, e só está perto de se concretizar por causa da presença de Alexandre Gallo na diretoria atleticana.

Foi a partir de indicação do novo diretor de futebol que o clube mineiro decidiu buscar Erik. Nome sugerido ao técnico Oswaldo de Oliveira e prontamente aceito. Alguns pontos ajudaram na negociação, que já foi confirmada pelo Palmeiras. Como o atacante pouco jogou em 2017, apenas 16 partidas e nenhum gol marcado, o clube paulista precisa ver Erik em ação em outra equipe, para tentar recuperar os R$ 13 milhões investidos em sua aquisição, junto ao Goiás, em 2016.

Outro fator determinante para a negociação foi a bola relação de Alexandre Gallo com o próprio atleta, como apurou o UOL Esporte. Agora diretor de futebol, Gallo era o treinador da seleção brasileira sub-20, quando Erik foi convocado pela primeira vez, em maio de 2013. Então com 18 anos, o atacante sequer era titular do Goiás e vinha de uma boa Copa São Paulo, alguns meses antes.

Além do Atlético, Erik tinha outras duas propostas de equipes da Série A do Brasileirão. Atlético-PR e Vasco também procuraram o Palmeiras. Mas o atacante optou pelo clube mineiro, pela proximidade e confiança que tem em Alexandre Gallo.

A contratação de Erik, que deve ser confirmada nas próximas horas, atende perfeitamente o que buscam a diretoria de futebol e a comissão técnica. Atacantes velozes, novos e que atuem pelos lados do campo é o que quer o técnico Oswaldo de Oliveira. A direção, por sua vez, não deseja gastar muito dinheiro. Erik faz a função que deseja o treinador e chegará à Cidade do Galo emprestado por uma temporada.

Namoro antigo entre Atlético e Erik

Não é de agora o desejo que o Atlético tem em contar com o futebol de Erik. Destaque do Goiás desde 2013, quando se destacou na Copa São Paulo, o jogador é monitorado pelo clube mineiro. A primeira tentativa de contratação aconteceu em fevereiro de 2015. Pouco depois de vender Diego Tardelli para o Shandong Luneng, da China, o Galo tentou tirar o atacante do Goiás.

Tentativa em vão, pois o clube goiano pediu R$ 30 milhões para negociar o atleta que havia feito um bom Campeonato Brasileiro no ano anterior. Como o valor estava foram da realidade atleticana, a negociação não evoluiu. Ainda em 2015, em julho, o Atlético fez uma nova investida por Erik. Dessa vez a proposta foi pelo empréstimo do jogador, com os direitos fixados. Naquele momento o atacante estava sem atuar, afastado pelo técnico Hélio dos Anjos, por problemas fora de campo. Mas a proposta não agradou ao Goiás, que rejeitou a oferta do Atlético.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos