D'Alessandro não vê problema em corneta do Grêmio: "Temos que aceitar"

Do UOL, em Porto Alegre

  • Marinho Saldanha/UOL

    D'Alessandro não vê problema na corneta, mas não gostou das ofensas a Sasha

    D'Alessandro não vê problema na corneta, mas não gostou das ofensas a Sasha

D'Alessandro não viu problemas na corneta do Grêmio após o título da Libertadores. Ou melhor, em partes. Segundo o gringo, cornetar e ser cornetado faz parte do futebol. Mas em alguns momentos passa do limite. 

"A corneta é sempre válida, eu gosto. Gosto de cornetar, e da volta, como tive com Renato (Gaúcho) e o binóculo. Só não concordo quando passa do limite, é grosseiro, daí não entro", disse o camisa 10 durante coletiva de seu jogo beneficente, o Lance de Craque. "Quando ganhamos, fazemos. Então, temos que aceitar", completou. 

Na volta da conquista da Libertadores, o Grêmio focou sua celebração em cornetar o Inter. E o primeiro foco de discussão foi entre Luan e Sasha. A exemplo do que tinha feito quando o Tricolor conquistou a Copa do Brasil, o atacante gremista usou um palavrão para se referir ao rival.

"Eu não defendo o Sasha, porque ele tem caráter, personalidade, palavra. So que eu, quando faço algo, sei que sou exemplo para muitas crianças. Sei que errei muito, concordo com a corneta, mas quando passa do limite, não gosto", disse D'Ale. "O Luan é uma realidade do futebol brasileiro, demonstrou ser decisivo, joga bola mesmo, tem personalidade em campo. Só me foco no que é importante. Ele merece, os demais... sem desmerecer. Eu falo de alguém que terá sucesso na carreira", cutucou.

A alfinetada de D'Ale pode também se destinar a Edílson. O lateral direito foi quem puxou o grito 'um minutos de silêncio, para o Inter que está morto', também na comemoração gremista.

"Vou ver o jogo (final do Mundial). Sei o que representa e me sinto brasileiro, de coração. Representa para 49% dos torcedores. Porque 51% são nossos", disse se referindo ao Rio Grande do Sul. 

D'Ale poderá assistir a partida minutos antes de entrar em campo em seu jogo beneficente. O Lance de Craque será disputado no mesmo dia da final do Mundial de Clubes entre Grêmio e Real Madrid. No Beira-Rio, a partida cuja renda é revertida a instituições de caridade começa às 20h (de Brasília).
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos