Ele é o cara! Herói de 83, Renato Gaúcho leva o Grêmio em busca do bi

Luiza Oliveira

Do UOL, em Abu Dhabi (Emirados Árabes)

  • Agustin Marcarian/Reuters

    Renato Gaúcho entrou para a história do Grêmio como jogador e treinador

    Renato Gaúcho entrou para a história do Grêmio como jogador e treinador

Renato Portaluppi é um nome eternizado para os gremistas. O mito que levou o Grêmio ao topo do mundo como jogador e, como se não fosse suficiente, quer repetir o feito como treinador para cravar seu nome ainda mais fundo na história do clube. Renato pode chegar a um patamar inatingível. Uma estátua para ele, já prometida pelos dirigentes tricolores, será o mínimo no terreno da gratidão se ele atingir o feito após o seu Grêmio enfrentar o Real Madrid no Zayed Sports City a partir das 15h (Brasília).

Ele sabe que vai enfrentar o maior time do mundo. O melhor jogador do mundo. O que torna a saga ainda mais especial. E ele conhece bem o caminho das pedras. Foi lá no ano de 1983 quando era apenas um menino de 20 anos que ele começou a construir essa história. com o título da Libertadores em cima do Peñarol. O clube se preparava para ir ao Japão em busca do mundo contra o poderoso Hamburgo.

Meses depois, o jogo, enfim, chegou. E a lembrança daquele momento nunca se apagará. Já nos minutos finais do primeiro tempo, recebeu o lançamento e mostrou ousadia para driblar e balançar as redes! Mas a vida não estava resolvida. Lá no fim, depois dos 40 minutos do segundo tempo, o Hamburgo empatou.

O gol aconteceu bem na hora que Renato sofria com câimbras e era atendido fora do campo. Ele se levantou rapidamente e voltou para o campo: "vamos ganhar, vamos ganhar". Não tinha se esforçado até ali para deixar tudo se perder. E promessa feita é cumprida. Já na prorrogação, recebeu de Tarciso e entrou para a história. O Grêmio era campeão do mundo.

Divulgação/Grêmio

Agora, 34 anos depois, Renato não é mais aquele menino. Um jovem senhor de 55 anos. Mas com a mesma ousadia e o amor pelo Grêmio. Depois de tantos anos, ele volta ao lugar mais nobre do planeta com o mesmo Tricolor. Não está em campo, mas nem precisa. Ele continua sendo o cara e a cara do Grêmio.

O Grêmio que vai enfrentar o Real Madrid tem exatamente a personalidade dele. É o time que ele montou, com os jogadores que ele indicou e com seu jeito de jogar. As chegadas de Fernandinho e Bruno Cortez fazem parte de sua obra. Cortez estava encostado, no ostracismo total indo para a Série B, quando Renato chamou. Se o mundo dá voltas, Cortez sabe bem disso. Hoje, se tornou o destaque do time na semifinal do Mundial de Clubes contra o Pachuca.

Luan também teve o dedo dele. O jogador nunca tinha sido uma unanimidade e virou artilheiro neste ano e eleito o melhor jogador da Libertadores. Mais uma vez com o carimbo de Renato.

Assim como ele fazia em campo, gosta do time que joga. Foi ousado a ponto de tornar o Grêmio, tão copeiro e que tem o carrinho no seu DNA, um time ofensivo. Porque um time pode, sim, ter garra e ainda jogar para a frente e bonito. Um time que ataca com sete, usa os lados e deixa a lateral bem aberta. Renato não refuta a sua personalidade. E é esse time que Zidane e sua trupe vão encontrar. Porque ele vai de igual para igual. 

Como se não bastasse, ele poderá ser o primeiro brasileiro a ser campeão mundial como jogador e técnico. Só quatro no mundo atingiram esse feito. Um seleto time ao lado de Luis Cubilla, Juan Mujica, Carlo Ancelotti e Zidane, seu adversário na beira do campo da final.

E hoje, quando ele lembra de tudo isso, o que passa na cabeça? "Hoje a minha ansiedade é maior porque estou fora do campo, posso ser campeão dentro e fora do campo. Eu era um garoto, pensava somente em jogar e ganhar. Hoje sou treinador, procuro resolver problemas do grupo todo para que chegue e chegue forte. Estou ansioso, é mais uma conquista que posso ter no meu currículo e são muito poucos. Você conta na palma da mão essa conquista. Eu conquistei a Libertadores dentro e fora do campo, o Mundial do Grêmio e tenho a oportunidade de conquistar coimo treinador. Lógico que fico muito feliz por esse momento. Mas a minha felicidade maior é meu grupo dando a volta olímpica, um grupo fantástico". 

FICHA TÉCNICA
REAL MADRID X GRÊMIO

Data e hora: 16/12/2017 (sábado), às 15h (Brasília)
Local: estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi (EAU)
Transmissão na TV: Globo, Sportv, Fox Sports
Árbitro: César Ramos (MEX)
Auxiliares:  Marvin Torrentera (MEX) e Miguel Hernandez (MEX)
Árbitro de vídeo: Felix Zwayer (ALE)
Auxiliares de vídeo: Mark Geiger (ALE) e Jakhongir Saidov (UZB)

REAL MADRID: Navas; Carvajal, Varane, Sérgio Ramos e Marcelo; Casemiro, Kroos, Modric e Isco; Benzema e Cristiano Ronaldo
Técnico: Zinedine Zidane

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Jailson, Michel, Ramiro, Luan e Fernandinho; Lucas Barrios (Jael)
Técnico: Renato Gaúcho

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos