Maior campeão? CR7? Grêmio tenta focar na bola e esquecer história do Real

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Gremio FBPA

    Tricolor gaúcho foi campeão da Libertadores há 17 dias e agora pega o Real Madrid

    Tricolor gaúcho foi campeão da Libertadores há 17 dias e agora pega o Real Madrid

O Grêmio joga neste sábado (16), no meio das areias de Abu Dhabi, atrás do sonhado segundo título mundial. Pela frente um rival que não poderia ser mais pesado. O Real Madrid transforma a partida em um enorme desafio pelo seu nível atual e histórico. A equipe de Zinedine Zidane é atual bicampeã da Liga dos Campeões e melhor time do planeta. Também tem o melhor jogador do mundo, capaz de se autodeclarar o maior de todos os tempos, e conta com o museu mais cheio de taças de todo o globo. Grêmio e Real Madrid jogam no Zayed Sports City a partir das 15h (Brasília).

Campeão em 1983, diante do Hamburgo, o Tricolor gaúcho sabe do poderio que terá de encarar. O plano é manter a cabeça no lugar e repetir o que já foi feito ao longo do ano, evitando receio excessivo e uma eventual derrota dentro de um cenário diferente.

Do outro lado está o Real Madrid. Na semifinal, o time espanhol não jogou bem e sofreu para eliminar o Al-Jazira. O desempenho atesta que a fase atual não é das melhores na comparação com a própria equipe merengue. Mas ainda assim, há qualidade de sobra.

Não bastasse a escalação, cravejada de destaques mundiais, o time de Zidane conta com Cristiano Ronaldo. Eleito cinco vezes melhor jogador do mundo, atual dono desse status, e com 420 gols apenas na passagem pelo Real Madrid.

Se olhar para o escudo e não para o rosto do adversário, o Grêmio também não terá moleza. O Real Madrid é o maior campeão do mundo da história (juntando Mundial de Clubes e Mundial Interclubes). São cinco taças conquistas em 1960, 1998, 2002, 2014 e 2016. Também tem 12 títulos da Liga dos Campeões e outras seis taças continentais. Uma soma de 23 troféus internacionais.

Para efeito de comparação, o time sul-americano que mais chega perto do Real Madrid em número de títulos internacionais é o Boca Juniors, com 18 taças. No Brasil, o mais bem colocado é o São Paulo – com 11 troféus a menos que o clube merengue.

Essa pujança do adversário é reconhecida, mas o Grêmio tenta não parar para refletir no tamanho da montanha. Assim, evita o cansaço já no início da escalada. O plano, bem evidenciado, é esquecer o entorno e focar apenas no jogo em cima. Na bola. Afastar o pacote gigante que acompanha a circunstância.

Para fazer o título não ser uma miragem no deserto, o Grêmio aposta no improvável que circunda um jogo único. Metido no meio da agenda apertada do Real Madrid, que na próxima semana joga o clássico contra o Barcelona para não se distanciar do título espanhol.

Em caso de vitória, o Grêmio sobe um degrau na escada dos times brasileiros campeões mundiais. O primeiro lugar é do São Paulo, que levantou o troféu em 1992, 1993 e 2005. O Santos, de Pelé e companhia, faturou em 1962 e 1963. O Corinthians ganhou em 2000 e 2012. Depois aparecem aqueles que venceram uma vez: Flamengo, 1981, o próprio Grêmio e Internacional, em 2006.

FICHA TÉCNICA
REAL MADRID X GRÊMIO

Data e hora: 16/12/2017 (sábado), às 15h (Brasília)
Local: estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi (EAU)
Transmissão na TV: Globo, Sportv, Fox Sports
Árbitro: César Ramos (MEX)
Auxiliares:  Marvin Torrentera (MEX) e Miguel Hernandez (MEX)
Árbitro de vídeo: Felix Zwayer (ALE)
Auxiliares de vídeo: Mark Geiger (ALE) e Jakhongir Saidov (UZB)

REAL MADRID: Navas; Carvajal, Varane, Sérgio Ramos e Marcelo; Casemiro, Kroos, Modric e Isco; Benzema e Cristiano Ronaldo
Técnico: Zinedine Zidane

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Jailson, Michel, Ramiro, Luan e Fernandinho; Lucas Barrios (Jael)
Técnico: Renato Gaúcho

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos