Inter condiciona permanência de Paulão a salário integral. Vasco silencia

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

    Paulão comemora com Nenê o gol do Vasco diante do Cruzeiro, no Mineirão, pelo Brasileirão

    Paulão comemora com Nenê o gol do Vasco diante do Cruzeiro, no Mineirão, pelo Brasileirão

O Inter vive expectativa de manter Paulão no Vasco. Mas não tem tal garantia. Ao ser informado da intenção do clube carioca na sequência dele por lá, o Colorado condiciona isso ao pagamento do salário integral.

O Vasco informou que pretende a sequência de Paulão no clube, mas gostaria de dividir os salários dele. No segundo semestre deste ano, o molde já era de pagamento integral dos cariocas. Os vencimentos mensais batem em R$ 250 mil. Só que o defensor terminou a temporada sem frequência no time titular.

Desta forma, a direção vascaína considerou, inicialmente, o valor alto para um atleta que não está sempre na equipe de cima. Ou seja, reluta em movimentar-se para manter o empréstimo dele. A compra de direitos é opção remota.

O Inter espera o vencimento do contrato dele por lá - no fim deste mês - para iniciar movimento de recolocação dele no mercado. Paulão não será aproveitado no elenco no ano que vem.

A direção do Inter não é definitiva. Espera as movimentações de mercado para determinar o que será feito do zagueiro de 31 anos cujo contrato com Colorado vai até 2019.

Paulão jogou 24 partidas e marcou um gol pelo Vasco em 2017. No primeiro semestre, ainda no Inter, tinha feito 12 jogos com um gol marcado. A reportagem do UOL Esporte ainda apurou que outros clubes já fizeram sondagens ao atleta de olho na temporada que vem.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos