Renato diz que Grêmio enfrentou potência e perdeu por falha em gol de falta

Luiza Oliveira

Do UOL, em Abu Dhabi (EAU)

A derrota por 1 a 0, neste sábado (16), fez com que Renato Portaluppi saísse de cabeça erguida. O Real Madrid venceu o Grêmio com gol de Cristiano Ronaldo, mas o treinador brasileiro ressaltou a diferença entre o orçamento e os elencos dos dois clubes. 

"Jogar de igual para igual não é fácil. É uma seleção. A equipe jogou, buscou, mas do outro lado tinha uma máquina, uma potência, uma seleção. Por isso, meu grupo precisa sair de cabeça erguida", comentou Renato à TV Globo.

Apesar da diferença de oportunidades criadas - foram 17 finalizações do Real contra uma do Grêmio -, Renato disse que sua equipe perdeu por uma falha dela mesma, no gol de falta marcado por Cristiano Ronaldo. 

"Era uma equipe muito forte do outro lado e perdemos em um gol de falta. Um detalhezinho, uma falha nossa, coisas do futebol. Nossos torcedores com certeza estão orgulhosos", enfatizou o treinador vice-campeão mundial. "Seria linda [uma vitória], mas é um privilégio e um orgulho de estar à frente em um jogo desse, vestir a camisa mais uma vez", comentou.  

"O que mais repito para eles é que a bola pune. Os pequenos detalhes fazem a diferença no futebol, e hoje fez a diferença em uma disputa de título mundial. Você vai enfrentar uma potencia que é o Real Madrid e alguns jogadores ficam abaixo, então fica muito mais difícil. Mas eles não sentiram o peso do jogo", analisou em entrevista coletiva.

Renato aponta desgaste e evita falar de renovação

"Só quem trabalha no dia a dia do clube sabe das condições dos jogadores, por isso poupamos alguns em outras competições e em jogos decisivos que fizemos. Foi um fator que convivemos o ano todo. Hoje, o Grêmio está na base de 80 jogos, é muita coisa. Era o nosso último jogo do ano. Não estou dando desculpa, mas era um desgaste muito grande. É possível que alguns jogadores tenham sentido hoje", disse também o treinador. 

Perguntado quanto ao futuro, Renato evitou entrar no tema. "Nem quero falar nada sobre isso porque a tristeza é muito grande. Todo mundo sabe da minha vontade de ficar, é vontade deles também. As pessoas estão conversando, eu só estava pensando na semifinal. O que menos está me preocupando agora é a minha renovação. Vou curtir as minhas férias, o grupo também está cansado", falou Renato. Romildo Bolzan, presidente gremista, tratou a renovação como encaminhada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos