Zico vê Real Madrid superior mas lamenta gol 'chato' sofrido pelo Grêmio

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

Eterno camisa 10 do Flamengo, Zico tem todo aval técnico para opinar sobre jogos de futebol. Se tratando de gols de falta, então, a cota de direitos opinativos sobe ainda mais. E após a derrota do Grêmio por 1 a 0 para o Real Madrid na final do Mundial de Clubes, neste sábado, com gol de falta de Cristiano Ronaldo, o Galinho lamentou a forma que foi.

"Eu acompanho o Real Madrid há dois anos. É um timaço. Tem que ter no mínimo uns oito jogador num péssimo dia para vencer. É muita qualidade, muita experiência, técnica... Só lamento que eles com tantos jogadores fizeram um gol num erro clamoroso que não pode acontecer. Quem vai para barreira não pode abrir, a bola não dói, não machuca. O ruim de tudo foi isso. Levar um gol muito chato, para nós que somos treinador, isso é muito complicado", afirmou.

Foi assim que CR7 definiu o jogo. Uma falta, a barreira abriu e entre Luan e Lucas Barrios a bola passou, entrando no canto direito do goleiro Marcelo Grohe. 

Só que nos demais minutos do jogo, o domínio dos espanhóis foi absoluto. O Grêmio teve apenas uma conclusão na direção do gol de Navas. De falta, de Edílson, para fora.

"Os grandes jogadores brasileiros estão lá (Na Europa). Real, Barcelona, Bayern, PSG, Manchester City, Manchester United, Chelsea, estes times estão bem acima dos nossos. Bem acima. Agora tem que conseguir fazer com que igualemos isso. Todos eles têm vários jogadores brasileiros que decidem para eles. Então, é duro você saber que hoje a nata do futebol brasileiro está lá fora", afirmou Zico.

Zico é convidado de D'Alessandro para o Lance de Craque, no Beira-Rio, às 20h (de Brasília) deste sábado. O jogo beneficente organizado pelo argentino coloca ele como técnico, mas a vontade era de reviver os momentos de meio-campista.

"Sempre pinta uma vontade de jogar. Mas vim com esta condição de técnico até porque tenho um jogo lá no Rio dia 27 e não tenho mais idade para estar jogando pelada toda hora. Tenho que me reservar para uma que é especial. Mas estou muito feliz por ter sido convidado pelo D'Alessandro, que se comprometeu que no próximo ano estará lá no Maracanã. Então, é legal. Estou vendo jogadores que eu dirigi, Daniel Carvalho, Galleti, Lúcio, jogadores com quem eu joguei, como o Luxemburgo, trabalhei com Aguirre no Qatar. É muito bacana estar participando e revendo os amigos", finalizou

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos