Após ausência, Neymar comanda PSG em campo e afasta polêmicas

Do UOL, em São Paulo

Liberado no último final de semana para viajar ao Brasil, Neymar desfalcou o PSG por duas partidas. O estafe do jogador guardou o motivo da volta a sete chaves, afirmando tratar-se de questão pessoal, o que gerou diversas especulações. A volta aos gramados neste sábado não poderia ter sido melhor para tirar o foco das questões extracampo e mostrar que a vinda ao seu país em nada atrapalhou o ritmo do brasileiro, que está em plena forma.

Diante do Rennes, Neymar foi o dono do time na vitória por 4 a 1, nesse sábado, pelo Campeonato Francês. Ele marcou dois gols, e deu assistências para os outros dois, de Cavani e Mbappé. A atuação poderia ter sido ainda mais espetacular: em duas ocasiões, o camisa 10 enfileirou dois ou três jogadores adversários e deu belos passes, mas Cavani, na primeira, e Berchiche, na segunda, erraram na finalização.

A atuação de gala não passou despercebida: o técnico Unay Emery rasgou elogios ao brasileiro. Nas últimas semanas, a imprensa francesa publicou diversas notícias afirmando que o relacionamento entre o espanhol e Neymar não é dos melhores.

"Quando Neymar oferece soluções desse jeito dentro de campo, é claramente bom para o time, e para todos que amam futebol. Ele mostrou todo o seu talento essa noite, e também foi muito bem taticamente, na forma como nos ajudou a penetrar na defesa (do Rennes)", disse Emery na saída do gramado.

Depois de um mal-estar com Cavani pelas cobranças de pênalti, hoje divididas, Neymar vem se solidificando como principal arma do PSG – tem 17 gols em 19 partidas com a camisa do clube francês.

O PSG volta a campo pela ultima vez em 2017 na próxima quarta-feira, diante do Caen, pelo Campeonato Francês. O clube é líder isolado da competição, com 47 pontos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos