"Fiquei com um pouco de inveja", diz D'Alessandro sobre final do Grêmio

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Vipcomm

    D'Alessandro perdeu a chance de ir para final do Mundial com Inter em 2010

    D'Alessandro perdeu a chance de ir para final do Mundial com Inter em 2010

D'Alessandro foi político, correto e, principalmente, sincero ao avaliar a final do Mundial de Clubes entre o Grêmio e o Real Madrid. No sábado, o capitão do Internacional admitiu que ficou com um pouco de inveja ao lembrar que não chegou a disputar a final do Mundial em que esteve com o Inter.

"Eu vi o jogo, o San Lorenzo, o Grêmio... É difícil atacar, não dá para se abrir muito. O Real Madrid é um time com muita qualidade, qualquer brecha que se dá você pode sofrer muito. O Grêmio levou bem o jogo, sofreu, normal contra o melhor time do mundo. Faz parte. Devo reconhecer que uma final de Mundial não se joga sempre, eu não joguei, fiquei um pouco com inveja, não cheguei a essa instância, gostaria de ter chegado com o Inter. Eles chegaram a uma instância difícil. Estão de parabéns", afirmou D'Ale.

Em 2010, D'Alessandro liderou o Inter na conquista da Libertadores. Foi eleito melhor jogador do continente, mas no Mundial de Clubes veio a decepção. O Colorado foi eliminado na semifinal para o Mazembe e acabou apenas com o terceiro lugar.

E voltar ao Mundial parece um pouco distante hoje em dia. Com o time vermelho vindo da Série B, D'Ale quer cautela ao se projetar o futuro.

"Tomara que seja em 2019, que eu ainda estou aqui", brincou. "Mas é difícil. Não é algo que estralamos os dedos e acontece. É um período de transição que temos que viver. Para chegar lá se precisa passar por uma montagem de time que dura anos. Pode acontecer em um ou dois anos, encaixar, nos darmos bem. Mas a tendência é que o trabalho leve anos. Foi assim no Corinthians, no Grêmio, no Inter... É muito difícil. Não podemos pensar nada muito grande agora. Temos que ter humildade, pensar sem nenhuma dúvida em não correr riscos anos que vem, fazer um bom Campeonato Brasileiro, uma Copa do Brasil muito boa, Primeira Liga, Gauchão... Vamos brigar por uma classificação e vamos indo. Temos que ter humildade e o torcedor saber que não vamos entrar na Série A e ganhar todos os jogos. Não precisamos só jogar bem, mas adquirir muitas coisas para que o grupo cresça", afirmou.

D'Alessandro renovou contrato por duas temporadas com o Inter. Aos 36 anos, foi líder em assistências na equipe e um dos que mais atuou na última temporada.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos