Peres coloca condição para R. Oliveira renovar e faz suspense sobre técnico

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Daniel Vorley/AGIF

    Ricardo Oliveira pediu dois anos de contrato, mas Peres só aceita renovar por um ano

    Ricardo Oliveira pediu dois anos de contrato, mas Peres só aceita renovar por um ano

José Carlos Peres, que tomou posse simbólica do cargo de presidente do Santos nesta segunda-feira, na Vila Belmiro, colocou uma condição para Ricardo Oliveira permanecer. Peres deixou claro que o centroavante terá que ceder ao pedido de dois anos de contrato caso queira estender vínculo com o clube paulista.

Peres alega que, devido a idade do jogador (37 anos), dois anos de contrato seriam prejudiciais ao Santos. O novo presidente adiantou que só renovará com o centroavante somente se ele aceitar acordo até dezembro de 2018.

"Ricardo Oliveira será analisado pelo novo diretor e técnico. Há um obstáculo que ele quer dois anos. Mas não dá pra fazer contrato de dois anos, pois seria prejuízo para o clube. Se ele topar um ano ele fica", afirmou José Carlos Peres.

O mandatário santista está com negociações adiantadas para anunciar o novo diretor executivo de futebol e o novo treinador, mas faz suspense em relação aos nomes. No entanto, o UOL Esporte apurou que Gustavo Vieira, sobrinho de Raí, é o mais cotado para o cargo. Já para a função de técnico, Peres negocia com Jair Ventura, do Botafogo.

"Não falo em nomes. Não está assinado. Não diria em horas, pode ser dias e semanas (contratação de diretor e técnico). Não converso só com eles (Gustavo e Jair Ventura), mas com outros também", disse Peres.

"O perfil de técnico que queremos é vencedor, todos dizem isso né. Perfil jovem, sem vícios e que sabe escolher um time", completou.

Jair Ventura pediu cerca de R$ 400 mil mensais. No entanto, o valor é uma espécie de "pacote" do treinador, pois já inclui o auxiliar-técnico, Emílio Faro, e o preparador físico, Ednilson Sena, profissionais de confiança do treinador do Botafogo.

Além do valor salarial, o Santos deve desembolsar R$ 860 mil ao Botafogo para pagar a multa rescisória de Jair Ventura, que tem contrato com o clube carioca até dezembro de 2018.

No caso do diretor executivo, a cúpula santista conversou com Adalberto Batista, ex-dirigente do São Paulo antes de encaminhar o acordo com Gustavo e gostou do que ouviu. Se fechar contrato, o novo profissional santista ganhará bem menos do que recebia no São Paulo e também do que ganhava mensalmente o ex-profissional do Santos nesta função.

Enquanto Dagoberto Santos, superintendente de futebol do ex-presidente Modesto Roma, embolsava cerca de R$ 140 mil por mês, Gustavo Vieira receberá menos da metade: cerca de R$ 50 mil mensais.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos